quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

ROGERIO CAVALLAZZI enviou-lhe o seguinte abaixo-assinado.

Meus Amigos,

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online:

«Petição contra o uso de testes em animais pelo Centro de Farmacologia Pré-Clínica de Florianópolis/SC»

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N36685

Eu concordo com este abaixo-assinado e acho que também concordaras.

Assina o abaixo-assinado aqui http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N36685 e divulga-o por teus contatos.

Obrigado.
ROGERIO CAVALLAZZI

Esta mensagem foi enviada por ROGERIO CAVALLAZZI (rogerio@eliteazulebranca.com.br), através do serviço http://www.peticaopublica.com.br em relação ao abaixo-assinado http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2013N36685

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Os últimos suspiros - O fim

Time pronto

Nunes no banco e Diogo Acosta no ataque. O atacante contratado recentemente deve ser lançado desde o início contra o América-MG. Segundo Hemerson Maria é jogador de área, como Nunes, mas como mais mobilidade do o, até então, titular.

Vamos torcer para que ele seja o cara que vai nos ajudar a começar um namoro com o "G-4".

Semana sonolenta

As postagens únicas, divididas em partes durante esta semana tiveram dois motivos bem simples: falta de tempo e falta de novidades. Desde a criação do blog em dezembro de 2007 criou-se uma obrigação diária, primeiro com o "Seu" Tullo, e após o falecimento dele em julho de 2008, em manter o blog na ativa.

Falhei em determinados momentos mas no geral foram algumas dezenas de milhares de postagens abordando o tema "Avaí" e tudo o que o cercava. Torcida, nosso principal rival, imprensa, e eteceteras. Mais abaixo comento mais sobre o blog.

Futuro na Série B

Claro que estou preocupado com nosso futuro na Série B. Não sei qual a prioridade do Avaí neste ano, se de fato é subir ou se reinventar para termos um 2013 mais forte. Subir de qualquer jeito para passear na A no ano que vem e sofrer nova queda não acho interessante.

Por outro lado vejo, até o momento, uma Série B fácil de ficar entre os 4 melhores. Como já falei anteriormente basta um pouco de esforço do clube e em 2013 estaremos entre os grandes novamente.

E o Elite encerra suas atividades

Foram 54 meses de blog. A responsabilidade de assumi-lo após a morte de meu pai foi algo inexplicável. Não precisava fazer isso, mas respeitei o apelo dos milhares de leitores da época.

Particularmente achava que o Elite, nas mãos de meu pai, cumpria importante papel na defesa do Clube. O "contra tudo e contra todos", objetivo principal do blog tinha que ser mantido.

Manter o brilhantismo de meu pai era outra história. Isso estava claro que eu jamais conseguiria, ele era único e insubstituível. Mas tive meus bons momentos, pelo menos sentia isso pelas palavras dos leitores.

Com o blog eu venci grandes partidas, perdi muitas outras, me frustrei, tive momentos de êxtase, fui pra Série A, vi o Avaí fazer história por lá. Vi um time com Marquinhos, Muriqui, Léo Gago, entre outros, encarar todos os times do futebol brasileiro de frente, sem medo.

Fui tricampeão estadual, fui rebaixado, fiz o Créu, venci clássicos (venci mais do que perdi talvez...) fui campeão este ano mesmo jogando a toalha antes do tempo.

O Elite foi herói e foi vilão, pelo menos pela ótica do torcedor.

Fiz amigos, amizades, contatos, perdi amigos, perdi amizades e perdi contatos. Fiz inimigos também, mas estes são minoria.

Conheci pessoas incríveis e sei que para muitas delas a amizade continuará.

Brigaram comigo por causa do Avaí, e por divergência de opiniões. Por causa do Avai... Amizades que conquistei pelo blog, pessoas que me abraçavam e que apertavam minha mão de forma efusiva, hoje em dia me cumprimentam de longe com um frio "e aí?", essa foi a parte ruim do blog.

Não existe um motivo principal para que o Elite deixe de existir, mas sim um acúmulo de acontecimento em 54 meses.

Vivo um momento pessoal espetacular, e o Elite não estava fazendo mais parte do meu dia a dia. Não era uma coisa que me dava mais prazer em fazer.

O que importa é que o blog, criado pelo "Seu" Tullo, foi apenas um embrião de uma revolução que os blogs avaianos causaram dentro do clube. Há algum tempo sabemos que a opinião escrita em dezenas de blogs, criados após o Elite, tem importância no dia a dia do Avaí.

Deixo de escrever mas continuo a disposição do Clube, tanto da atual administração quanto das próximas, em ajudar em tudo que estiver a meu alcance, sem esperar nada em troca. O que fiz pelo clube, e acho que fiz coisas boas, foi por puro amor.

Termino com uma frase que li no facebook da Jamira Furlani, uma das muitas amizades conquistadas via blog: "O Avaí, não é a minha vida, e sim apenas uma parte dela".

Um beijo e um abraço em todos vocês.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Os últimos suspiros - parte III

Enxugamento

Falei ontem sobre as notícias que indicavam que o Avaí possui 40 jogadores no elenco. Ontem Marcelinho Paulista falou em "enxugamento" do elenco, e que o Avaí ainda corre atrás de novos nomes para o elenco.

Isso quer dizer que nos livraremos de mais jogadores, pois chegarão outros e sairão outros tantos. Mas por enquanto continuamos andando a passos de formiga, e o pior é que qualquer criança sabe que acumular pontos no início da Série B é muito mais fácil.

Se o Avaí não terminar o turno com mais de 30 pontos pode começar a planejar o ano de 2013.

Marquinhos Santos e Evando

Eu devo ser um cara muito burro. Como o blog ficou parado alguns dias, acabei não abordando com calma duas situações: a contratação de Evando e a possível volta de Marquinhos.

A chegada de Evando foi comemorada. Um jogador veterano, com bom passado pelo clube, dentro de campo, mas com despedidas sempre traumáticas, nos trocando por salários mais altos em outras equipes. Trocava a condição de ídolo por aqui por ganhos maiores. Marquinhos fez a mesma coisa, diga-se de passagem.

Mas o que me impressionou sobre estes dois assuntos, foi a rejeição com a possível volta de Marquinhos e a boa repercussão com a contratação de Evando. Acho que eu não entendo muito de futebol mesmo, e sou uma anta.

Não dá para comparar os dois jogadores e nem a importância dos dois para a história avaiana. O torcedor avaiano cai na onda da imprensa. O Alemão sempre calou os críticos dentro de campo, com vitórias e títulos. O seu maior crítico, Marcos Castiel, a qual o torcedor avaiano adora prestigiar em seu blog, tem verdadeiro ódio do Galego, e os avaianos mais "tansinhos" vão na onda. Volta Marquinhos, os verdadeiros avaianos te receberão de braços abertos.

América-MG

Pelo que tenho lido, o time deles virá cheio de confiança. De fato é uma boa equipe, mas eles acham que vão enfrentar quem?

Acho que Hemerson Maria começa a colocar o Avaí novamente nos trilhos, o time foi brioso no segundo tempo contra o Ipatinga, o Coelho mineiro que se cuide, porque não vai sair daqui com um pontinho sequer.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Os últimos suspiros - parte II

Preparação

Hemerson Maria intensificou os trabalhos para o jogo contra o América-MG. Teremos o desfalque de Felipe no ataque, logo o nosso atacante "melhorzinho" que volta e meia coloca a bola pra dentro.

Não sei se Maria manterá o esquema 4-5-1. Não acho um esquema ruim, mas tem que ser bem trabalhado, com a chegada dos meias para o arremate, senão vai ser aquele deus nos acuda para fazer um golzinho.

Atacantes

Por falar em ataque a coisa está sofrível, já falam em Evando para o ataque. Não é a solução, vamos ser realistas. É bom que Marcelinho Paulista já tenha uma nome que seja a solução definitiva para o ataque, pois para mim o prazo para que nossos atacantes mostrem condições é de duas partidas.

Ou seja, se nos dois próximos compromissos nossos atacantes mostrarem inoperância um novo nome tem que chegar a Ressacada.

Dos atuais, Maurício voltou para a base, Neilson foi-se embora, Capixaba é colocado no desespero, e quando entra nos causa desespero, Nunes está em péssima fase, Felipe Alves já falei acima, Carreirinha já conhecemos, Evando é uma incógnita e o tal de Acosta, é uma aposta (com o perdão da rima).

Um pouquinho de esforço da diretoria, e o tal dinheiro dos investidores estrangeiros talvez seja a solução para contratarmos um atacante com maior gabarito.

40 jogadores?

Puxa vida, as notícias dizem que o Avaí tem 40 jogadores no elenco, e formar 11 para entrar em campo é sofrível. Sem Felipe Alves e talvez Renato Santos novamente, o time já fica desfigurado. Que coisa hein? Li ainda há pouco que Acleisson faz parte de nosso elenco, assim como Fábio Santos, e outros menos cotados.

Tem que fazer uma limpa urgentemente, aproveitar a grande experiência e as centenas de contatos de Marcelinho Paulista no futebol mundial, quiçá universal, para enxugarmos o elenco, senão fica difícil de trazer novos jogadores.

Eita namoro eterno...

Quer dizer que Avaí e L.A. "disputam" jogadores ainda? Parece que o tal de Jeferson Maranhão treina na Ressacada, pois tem contrato com o Avaí, mas pertence a L.A., e ao que tudo indica interessa ao Avaí.

Vejam só, num universo de jogadores como tem o futebol brasileiro o Avaí ainda tem interesse em jogadores do Luiz Alberto, recentemente defenestrado pelos lados da Ressacada. Pensei que negócios entre as partes seria impossível de acontecer novamente, mas parece que criatividade em contratações não é nosso forte atualmente...

Em outros tempos...

Me lembro em 2008, que o campeonato da Série B ainda estava correndo, e Léo Gago já treinava na Ressacada, pois viria a substituir Batista, com sua saída já alinhavada. Em 2009 iríamos disputar os jogos da final contra Chapecoense e Roberto e Muriqui já treinavam.

Agora não, terminamos o catarinense e não tinha um jogador sequer para chegar e agora corremos atrás de nomes e não chega ninguém para empolgar.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Os últimos suspiros...

Ipatinga 1x2 Avaí

Vitória importantíssima. Perdemos em casa, ganhamos fora logo em seguida. Assim tem que ser disputada a Série B. Jogamos mal? Não importa, trouxemos 3 pontos.

Hemerson Maria

É um treinador em evolução, não tem esta de esquema pré concebido. Tem que achar uma forma de jogar? É claro, o problema é que a competição é novidade para ele, mas já manjou alguma coisa nestas rodadas. Trocou o esquema, o time não foi bem no primeiro tempo contra o Ipatinga. Veio com esquema novo  (ou antigo?) no segundo tempo, e viramos a partida.

Contratações

Apostas, apostas, apostas, e um (dois) velho(s) conhecido(s) ... Falo dos novos contratados, e mais Julinho e Evando.

Primeiro, para quem não lembra, Hemerson Maria havia declarado que queria contratações que viessem para titularidade e não apostas. Acho que Marcelinho Paulista não ouviu...

Julinho? Tem certa qualidade, já nos ajudou na estreia, mas tem que ser vigiado de perto, ao primeiro passe de calcanhar, chuteira verde limão ou algum piercing novo... tem que dar espôrro!


América-MG

Só o que faltava ser tratado como bicho papão. Tem menos estrutura que o Avaí, jogadores equivalentes aos nossos e vive um melhor momento, só isso. Mas jogamos em casa, tendo atenção e jogando com vontade podemos vencer sim. Só que pra vencer precisamos de mais uma coisinha, o...

Torcedor

Vamos deixar de frescura. Torcedor que é torcedor vai a qualquer jogo, em qualquer dia, a qualquer hora  e em qualquer lugar. "A Ressacada é muito longe", é mesmo é? Imagina pro pessoal da Leões do Vale, que sai lá da casa do chapeú todo santo jogo pra acompanhar o Leão. Sei lá que horas eles chegam em casa!

Vamos apoiar, vamos comparecer, uma vitória nos coloca brigando desde o início por uma vaga na Série A.

Fazendo contas

Anotem ai: Temos que fazer 16 pontos nos 9 primeiros jogos, não sou bom em matemática, vejam quantas vitórias precisamos fazer para alcançar essa pontuação, por favor.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Abre o olho Maria...

Não é novidade para ninguém que o treinador da preferência de Marcelinho Paulista não é o Hemerson Maria. Por isso fiquei irritado com o modo com que Maria foi jogar contra a fraca equipe do América-RN.

É dar o pé pra pegar. Ora, Maria tem uma forma de jogar, que deu certo até agora, e não é aquela apresentada ontem.

Anotem o que vou escrever: Se Maria perder em casa para o JEC, Marcelinho Paulista começa a movimentar-se para contratar outro treinador.

E daí, independentemente de quem chegar vai ser boicotado pelos jogadores, que estão fechado com o técnico que foi campeão estadual.

A coisa vai feder. Espero que esteja errado. Espero também que Maria se ajude e ouse um pouco mais quando jogar fora de casa.

Ele não pode esquecer que não fazia parte do projeto Marcelinho Paulista, e que está no cargo por acaso. Abre o olho Maria.

O Gol de América-RN 1 x 0 Avaí

Roteiro manjado...

Este início ruim de Série B nos faz lembrar de situações passadas. O Avaí inicia com um projeto, e agora estamos no "Projeto Marcelinho Paulista" e depois que a coisa descamba muda tudo. Explico.

Contratamos dois jogadores jovens, de 21 anos. Especula-se mais um outro também nesta faixa de idade. Não me parecem ser os "caras" que precisamos para fazer uma grande Série B.

Mais adiante se a coisa não der certo abandonaremos o projetos e sairemos atrás de jogadores de maior tarimba, provavelmente que não estão sendo aproveitados na Série A. E daí estes caras vem cheios de exigências, salários altos, luvas e etc...

E daí, no desespero o Avaí vai pagar, e aí aquela história do investimento que deveria ter sido feito para não cairmos para a Série B vem à tona.

Enquanto isso o "gordo e encrenqueiro", mas experiente e de qualidade Zé Carlos vai colocando o Criciúma no topo da tabela....

terça-feira, 29 de maio de 2012

45 minutos jogados no lixo

Na postagem anterior eu cobrei outra postura de Hemerson Maria na escalação do time. Três cabeças de área, com Cléber Santana isolado era sinônimo de time retrancado.

O primeiro tempo do Avaí mostrou que eu tinha razão. Se tivéssemos atacantes sensacionais daí poderíamos jogar da forma que jogamos, pois uma hora em um jogada espetacular de nossos craques do ataque decidiríamos o jogo.

Mas a realidade é outra.

O torcedor avaiano é catedrático em Série B. Jogamos mais de dez nos últimos anos, conhecemos bem o terreno, as dificuldades e os erros que nos levam ao FRACASSO.

Empate fora de casa na Série B é péssimo resultado. Os que acreditam o contrário pensam pequeno. Ainda que se esteja no início do campeonato, sabemos que é no primeiro turno que temos que ganhar a maioria dos pontos, pois no segundo turno tudo fica mais difícil.

Dois jogos fora e um único pontinho na bagagem é um percentual horrível!!! O Avaí tem que abrir o olho. Perder de pouco não adianta nada!

Temos mais 17 jogos fora de casa neste campeonato, temos que vencer pelos menos uns 5, para que possamos ter os tropeços normais em casa.

É mais fácil furar a defesa adversária jogando fora de casa do que em nossos domínios (guardem esta frase). Aqui na Ressacada, até os clubes de maior tradição, como Atlético-PR, Goiás e Vitória virão para jogar no contra ataque.

Hemerson Maria, não perca a chance de vencer fora de casa! Arrisque tudo, se de cada 3 jogos fora vencermos 1 teremos grandes chances de subirmos para a 1ª divisão! Arrisque, e exija contratações de porte, porque atletas de 21 anos não resolverão nossos problemas.

Nr: Antes que me esqueça, o Goiás foi goleado pelo América-RN, é verdade, mas jogou com o time reserva!

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Arranjaram um lugar para o Marcinho

Substituição no Avaí: sai Robinho, entra Marcinho Guerreiro! Ruim contigo, pior "sentigo", diria o filósofo. E Palhinha no come e dorme da concentração avaiana. E lá vamos nós jogar uma partida no nordeste brasileiro com um esquema com 3 cabeças de área, um homem de criação e dois atacantes.

Mesmo que liberemos mais Pirão e Patric para o ataque o nosso SETOR DE CRIAÇÃO (leia-se: Cléber Santana) ficará bem marcado pelo time adversário, como sempre.

Se Hemerson Maria pensa que está com crédito pelo título estadual, e pela invencibilidade, este está muito enganado. A cobrança será feita na proporção das besteiras feitas.

Pode dar certo este esquema de jogo? Claro, qualquer esquema de jogo pode dar certo, em determinada partida, contra determinado adversário, blá, blá, blá...

O fato é que arrumaram um lugar para Marcinho Guerreiro. As contusões de Bruno e Aelson fizeram com que o Guerreiro Cansado voltasse ao time.

A saída de Robinho, sem a contratação de um substituto é um daqueles erros infantis que não podem acontecer. Para a posição do meio temos Palhinha e tchram!!! Saldanha!!! Lembram dele? Pois é, ainda habita a Ressacada.

Pois é, meu raciocínio é bem simples: saiu Robinho, Palhinha e Saldanha não são colocados para jogar, então que sejam negociados e com a economia destes 3 o Avaí contrate um jogador de ótimo potencial, pois os 3 juntos somam bem fácil uns R$ 100 mil em salários, ou alguém duvida?

Aguardemos o jogo por aquelas bandas, mas é imperioso que se traga logo uma vitória fora de casa. Esta coisa de trazer um pontinho de vez em quando não nos faz subir na tabela, podem ter certeza disso.

domingo, 27 de maio de 2012

Exemplo do Criciúma deve ser seguido

O Criciúma fez tudo errado para iniciar uma competição dificílima como a Série B. Praticamente trocou 11 jogadores do time do Estadual para tentar a ascensão à Série A.

Não vou discutir a campanha deles no Estadual e nem se este início com duas vitórias é enganador ou não, só quero alertar a Diretoria do Avaí para um fato que é inegável: A série B está fácil! O Avaí demorou demais para contratar dois atacantes e pelo menos mais um meia ofensivo.

As equipes são fracas! O Criciúma, montando um time às pressas e com dois atacantes muito bons, Lucca e Zé Carlos está lá em cima com duas vitórias.

O time do Bragantino não é tolo, fez campanha razoável no Paulistão, mas é fraco na defesa. O Tigre entrava na área deles a todo momento, e o resultado foram os 4 gols feitos.

Aliás, o time de Criciúma toma gols com facilidade, mas também os faz da mesma forma, mesmo não tendo uma meia cancha das mais criativas.

Temos talvez o melhor meia da Série B, Cléber Santana, mas temos que colocar mais um jogador ao lado dele para dividir as atenções da defesa adversária. Mas isso só não é suficiente, precisamos de mais atacantes, para disputar posição com Felipe Alves e Nunes, e de preferência um de velocidade e outro de área.

Podemos acumular muitos pontos neste início, se não continuarmos inoperantes no quesito contratações. Por favor repatriar jogadores que nos pertencem, e que estavam emprestados e que já tiveram TODAS AS CHANCES possíveis por aqui sem dar certo é BURRICE! Apresentem novidades e contratem logo, antes que os outros times o façam e fiquemos para trás.

Ah, o EXEMPLO que falo no título da postagem, se não ficou claro, é que um ATAQUE forte é meio caminho andado, e isso não temos no momento.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Tudo volta a normalidade!

Depois de simplesmente o vice do Título Avaiano ter boicotado a festa de premiação dos melhores do campeonato promovida pela Federação Catarinense de Futebol e a RBS a reação desta última entidade foi forte e durou os longos um dia e meio.

Hoje, na mesa bicuda, o clima já era amistoso e afirmaram o FernanDM é o "Senhor dos Clássicos", com a marca de 5 gols em 13 anos jogando pelo vice-campeão do nosso título.

Ele que se cuide, pois logo perderá essa marca, pois o Cleber Santana, que em apenas 3 clássicos marcou 3 gols!

Carreata dos Campeões


Vento sul na Ressacada...

Parece que os dois últimos dias na Ressacada foram de um forte vento sul. Mudanças no Departamento de Futebol e uma parceria a ser anunciada com investidores estrangeiros.

Agora as coisas começam a ficar mais claras(?), ou não?!?!

Não sei que parceria é essa, mas ela é a responsável pela saída de Carlito Arini e a chegada de Marcelinho Paulista. Pensei que a saída de Arini fosse de ordem financeira, achei que ele ganhasse muito e o Avaí estivesse sem grana, mas eu estava errado.

Temos que esperar para ver que parceria é essa, e o Conselho Deliberativo tomar ciência deste acordo, afinal somos um clube de futebol, sem dono, com associados e com um CD que representa estes associados, bem ou mal.

Não acredito em milagres e nem em dinheiro dado sem que haja uma cobrança futura. Um banco quando empresta dinheiro não o faz com um simples aperto de mão entre o gerente e o financiado. Um parceiro no futebol por sua vez quer algum tipo de garantia.

Antigamente tínhamos dificuldades em arranjar parceiros por não termos jogadores para oferecer em troca nas futuras negociações, hoje acredito que o clube tenha o direito federativo sobre alguns jogadores, pelo menos esta era a ideia do tal "custo zero" do Arini.

Amanhã as coisas devem ser esclarecidas (será), por enquanto tenho o direito de ficar com um pé atrás.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Já ia esquecendo. E a terceira camisa???

Foto: Manoel Bento / Avai F.C.
Achei muito bonita a terceira camisa. Lembra aquela de 99, com o escudo da CBF do peito. Aquela, entretanto, tinha listras verticais. E aí, o que você achou?

Diarréia coletiva

Jornalista e ex-escudeiro de Paulo Prisco Paraíso está de volta ao Remendão. Me recuso a dizer seu nome já que era inimigo declarado do Avaí quando ocupava coluna no DC.

Só para lembrar uma "nota" na época de colunista, e esta eu tenho recortada e guardada, ele tratou como "melancólico" o título avaiano na Série C de 1998 pois o Leão foi derrotado no último jogo, pelo São Caetano.

Aliás, naquele dia tomamos o gol aos 38 minutos do 2º tempo quando a outra partida, que poderia nos tirar o título, já havia terminado, nos garantindo o troféu e a estrela amarela no peito.

Outro episódio deste jornalista (?) foi quando arrancou o microfone da mão de Dolmar Frizon dentro de campo, acho que na cidade de Tubarão, impedindo que o mesmo entrevistasse um jogador do time Barbie, quando este ia para o vestiário.

Imagina o medo dos repórteres da CBN e da RBSTV com a volta dele.

Claro que o que vamos ler durante a semana é sobre o grande caráter dele, grande profissional, competência e etc.

E a vida segue...

Separem a saída de Arini de duas formas

1º Ponto: vamos ser honestos, TODOS NÓS pedimos a saída de Carlito Arini durante o campeonato. "incompetente" foi a palavra mais suave usada para designá-lo. Zunino e Arini foram colocados no mesmo patamar de culpa quando o time ia mal. O primeiro por ser o presidente e por ter contratado Arini, e o segundo pela montagem do time. De reboque ainda ia Mauro Ovelha, estou certo?

2º Ponto: Saída natural de Arini. Se era incompetente e se colocamos a culpa nele pelo mal momento e todas as glórias aos jogadores e comissão técnica pela conquista ele teria que ir embora. No entanto ele tinha bom trânsito entre os jogadores. Daí a coisa muda de figura, a permanência dele tornaria-se interessante, estou certo?

Agora, depois do acontecido de ontem, das declarações dos jogadores e etc, os atletas parecem ter ouvido a direção e aceitaram os motivos da saída de Arini.

Eu QUASE sei o motivo, e antes que especulem, não foi por problema de caráter, desvio de conduta nem nada, foi por outra coisa.

Fiquei com uma centelha de esperanças de que os jogadores tenham entendido a situação e de que desta forma o Avaí consiga um bom início de Série B.

Não custa nada um pouco de otimismo agora, logo após a conquista do campeonato, principalmente porque vimos que nossas conquistas dependem muito mais dos jogadores do que de qualquer outra coisa. Este grupo é forte, e é capaz de, a reboque, colocar as coisas administrativas nos seus devidos lugares, sonho?

A polêmica apresentação do Marcelinho Paulista


Fonte: http://www.infoesporte.com.br/