domingo, 30 de janeiro de 2011

Jogadores burros que não aproveitam a chance

Não estou sendo duro ou mal educado. Ao chamar um determinado jogador de "burro" só estou tentando abrir os olhos de alguns atletas.

Temos 20 clubes na Série A. Os jogadores que atuam nestes clubes, são, portanto, privilegiados. São a nata do futebol brasileiro. Se você, jogador, não está em nenhum destes clubes, seja lá qual for o motivo, você está em um patamar abaixo, é a realidade.

Série B, Série C e Série D. 20 + 20 + 40, dá um total de 80 clubes, mais os 20 da 1ª divisão: 100 clubes. O resto, bom, o resto dos atletas que não se encaixam nestes clubes não tem certeza do dia de amanhã e passam uns 6 ou 7 meses do ano desempregados. Triste não?

Mesmo juntando as 4 séries vemos que existe um grupo privilegiado de atletas, e mais privilegiados ainda são os da Série A. Feito o preâmbulo, BEM didático aliás, o torcedor avaiano mais inteligente já sabe onde quero chegar.

Time "Sub-23"

O que me chateia nestas 4 derrotas, é ver alguns jogadores avaianos vestindo a camisa do time sem a menor ambição. Estes jogadores não se tocaram ainda que estão em um clube de Série A. Um emprego de poucos e que muitos almejam.

"Ah, mas eu queria mesmo era jogar no São Paulo, Flamengo, Cruzeiro... o Avaí é só uma passagem pra mim". Então, tá. E você acha que tomando um banho de bola do Brusque você se credencia a jogar em um clube maior?

Jogar no Avaí é uma oportunidade única. É um clube em crescimento, de grande projeção e que já fez seu nome no mercado. Quer usar o Avaí como trampolim? Tudo bem, mas mostre seu valor, vença aqui, apareça para o resto do país e para o exterior, não perca a chance.

O que alguns jogadores fizeram neste início do campeonato não os credencia a jogar em nenhum time das 4 séries do futebol brasileiro. Esse é o jogador burro, que não pensa mais adiante, é o cara mal assessorado, que tem um procurador que só pensa no agora, nas luvas, em fechar um contrato bom e que não pede empenho do atleta. O melhor investimento para um atleta que quer projeção é ganhar jogos, ganhar títulos, virar ídolo, ser bem falado pelo torcedor de seu clube.

Hoje se você pesquisar o nome de determinados atletas avaianos no "google" vai encontrar as piores referências. Tudo por conta deste início de ano. É hora de mudar isso. Só depende deles.

Um comentário:

  1. Após o jogo da Chapecoense, eu escrevi algo parecido sobre o Hegon, mas que se aplica a todos os outros jogadores do sub23 do Avaí:
    "Hegon - este parece que tem bola pra gastar, mas parece que não tem vontade. Se eu sou um garoto de 20 poucos anos e tenho oportunidade de jogar no time principal de uma equipe da série A, eu ia me arrebentar para ir bem."

    Como dizem, de duas, uma: ou realmente só sabem jogar isso, ou estão mal orientados.

    Paulinho

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.