quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Tá na cara que é discurso ensaiado

Não é possível que não haja divergências de opiniões. Fica mais do que claro que a poderosa, em sua linha editorial obrigou a todos os jornalistas da empresa a falarem mal do planejamento inicial avaiano. Não teve sequer um jornalista que concordasse e TODOS foram obrigados a emitir uma opinião.

Parece que aconteceu uma coisa do outro mundo. Que nenhum time do mundo nunca fez isso. O Internacional está jogando o Gauchão com o time "B", ah mas eles terminaram o ano depois, vão dizer alguns. 

Voltando à poderosa, seus profissionais são todos vaquinhas de presépio, jornalistas frustrados, os famosos pau mandados. Bem feito pra eles, que não tem opinião própria e que também não tem para onde correr. Ou trabalham na RBS ou fundam um jornal de bairro. E tem manezinho que trabalha por lá e que vai na onda...

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.