segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

E falta gente ainda...

Terminado o jogo de ontem fiquei pensando em várias coisas. Uma foi a frase do Presidente Zunino "quem nos venceu, venceu, agora não perderemos mais".

Outra coisa foi que fiquei imaginando que temos vários jogadores para entrar ainda e o time já está tomando forma: Estrada, Leonardo, Cássio, George Lucas e Marcinho Guerreiro. Se destes, 2 acertarem logo de cara estaremos muito bem. Se forem 3 melhor ainda e se os 5 arrebentarem?

E a informação que tenho é que temos mais 3 nomes em vista. Não sei para quando mas o Avaí ainda está mirando novos jogadores mais pra frente.

Estou particularmente empolgado com o grupo que formamos e que ainda vai agregar mais alguns jogadores. Vai ser o grupo mais forte de nossa história, podem me cobrar mais adiante.

3 comentários:

  1. Confesso que não esperava tanto de Rafael Coelho. O tempo que passou no Vasco foi decisivo pra sua evolução física e técnica, de um jogador apenas mediano transformou-se num belo atacante e tem tudo para encaixar numa dupla muito interessante com William. Ontem, por exemplo, foi o jogador mais eficaz e importante do jogo, tendo sido o homem do placar, com um gol e uma assistência perfeita para outro, mostrando mobilidade, raça e acertando uma bola na trave. A rbs, com seu conhecido de$vio visual, escolheu para craque do jogo o... Quem foi mesmo? - Roberto Costa

    ResponderExcluir
  2. E poderíamos ter ganho o jogo se Rafael Coeçho fosse bem servido no final do jogo. Mas agora o Avai vai dar muita alegria para a torcida, quem viver verá.

    ResponderExcluir
  3. Poderiamos ter ganho o jogo, mesmo com um a menos, mas n~]ao aconteceu porque temos esse Maurício Alves, que é um profissional improdutivo.
    Citem aqui, alguma coisa que ele tenha produzido, além daquela bola alçada na área que resultou em gol do Rafael Coelho contra o Jeca.
    Contra o Metropolitano ele perdeu um gol a um metro da trave, com o goleiro caído.
    Ontem ele foi horrorível, poderia ter feito o gol ou passado para o Rafael Coelho marcar e a gente teria ganho o jogo.
    Ele até tem alguma habilidade, mas não pode, pelo menos enquanto jogar desse jeito, atuar no Avai. É um pé-de-bruxa.
    Temos que ter, no lugar dele, alguém que produza, que ajude o time a ganhar jogos.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.