sábado, 19 de fevereiro de 2011

Respirando Copa do Brasil

O elenco avaiano passou a semana sendo comandado pelo novo técnico, Silas. O estilo, já conhecido por muitos, é de muito trabalho, geralmente em dois períodos.

Os jogadores respiram Copa do Brasil. Silas deve manter a estrutura do time montada por Benazzi, aposta no entrosamento. Particularmente não teria grandes coisas para mudar. Talvez trocar os zagueiros, no mais Benazzi escalava o que tinha de melhor.

A novidade pode ser a ausência de Marquinhos na primeira partida. Colocar o meia a jogar a meio pau não é recomendável e nem o estilo do DM avaiano. Já o Galego por ele joga até de muletas.

Temos que ir a Vilhena com humildade, usar os primeiros minutos de partida para conhecer o adversário. Depois de sentir o jogo daí ver o que é melhor, partir pra cima para tentar uma vitória, segurar o empate, tentar eliminar o jogo de volta...

Esta última opção aliás, tem que acontecer naturalmente. No ano passado foi isso que aconteceu, ao final do jogo contra o time gaúcho vencemos por uma diferença que eliminou o jogo da volta.

O duro vai ser acompanhar o jogo pelo rádio, será que as rádios da Capital mandarão algum profissional até lá? Sim, porque geralmente, até no Brasileirão, o narrador fica no estúdio e vai só o repórter de campo.

Não foram poucas as vezes que o gol adversário foi ouvido cerca de 10 segundos antes da narração, através de vibração do torcedor. E aí, alguém arrisca ir até lá?

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.