sábado, 12 de fevereiro de 2011

A vitória era obrigação

Não vou falar de tradição, diferença de estruturas ou o fato de disputarmos a Série A. A grande diferença entre Avaí e Concórdia está na condição técnica de seus jogadores.

Dito isto, fazer 4 gols no time do Oeste é normal. A afirmação não é arrogante e nem carregada de soberba não. Temos que ser realistas, peguem dois ou três titulares avaianos, se tanto, some o salário deles e vai dar a folha de pagamento toda do Concórdia.

Por que estou falando isso? Exatamente pelo fato de que a distância entre eles e nós é gigantesca e não podemos ter tanta dificuldade para vencê-los como tivemos hoje.

O mérito da vitória foi da maior qualificação técnica do time avaiano, mérito da individualidade, mérito somente dos jogadores.

As loucas substituições de Benazzi não foram baseadas em conhecimento técnico e sim no "seja o que Deus quiser".

Quando abriu o time o 3x1 poderia ter virado um 5x1, mas com os jogadores que temos aconteceu de virarmos a partida. O raciocínio é simples, se com o time estruturado com 2 laterais de ofício tomamos 3 gols, sem eles em campo...

Parabéns aos jogadores que foram buscar a vitória. Hoje viramos um 3x1 para um 4x3, quando jogarmos contra o JEC, na mesma situação conseguiremos a virada? E no Heriberto Hulse, e num próximo clássico, e em Chapecó?

Pense nisso diretoria avaiana, a vitória foi obra do acaso, e de jogadores com vergonha na cara, só deles.

7 comentários:

  1. FORA BENAZZI TA PASSANDO DA HORA ACORDA DIRETORIA!!!!

    ResponderExcluir
  2. Rogério vimos o mesmo jogo. Escrevi meu post e vim ler o teu blog. Impressionante! Palavras distintas, mas com o mesmo sentido.
    Quem venceu hoje foram os jogadores avaianos.

    ResponderExcluir
  3. Agora sim.. aonde eu assino???

    Parabens.. CHEGA BENAZZI..

    ALO DIRETORIA..

    Aproveitem esse tempo que vai ter pro quadrangular para recomecar.. 2 semanas para um tecnico novo ajeitar o time, alias, o time é bom.. mas nao tem padrao tatico NENHUM.

    ResponderExcluir
  4. A prova de que o time não treina é a dificuldade na bola parada. E no terceiro gol deles, foram quatro marcar o ponteiro esquerdo e deixaram no mano com o centroavante. Tá certo que perdemos alguns gols, mas eles também... e o Fabiano precisa pegar mais ritmo logo, senão o Estrada, mesmo tendo o estilo colombiano de jogar, vai virar titular logo logo.

    ResponderExcluir
  5. Prezado ROGÉRIO, existe alguma chance de o BENAZZI sair do AVAI antes do início do segundo turno e da copa do brasil, ou a diretoria vai esperar a casa cair?

    Fernando L. P. Guimarães

    ResponderExcluir
  6. Valeu a vitória, pelos três pontos, pela moral que teremos para o retorno e pelos foguetes queimados em vão pela gambazada. Só rindo.
    Porém, ficou bem claro que nossa defesa não é exatamente uma defesa, coisa horrorível.
    Nosso time é um oba-oba, o esquema é justamente não ter esquema definido. (talvez seja proposital pra enganar o técnico adversário, que, assim, não consegue armar um esquema especial contra nós).
    Concordo que conseguimos ganhar pelos esforços individuais de alguns jogadores que estão levando a sério o Avai.
    Uma coisa me chamou muito à atenção, a regularidade do Maurício Alves, ele é, sempre, muito ruim.
    Gostei do Fabiano, do Estrada, do Willian e do Rabbit.
    Devo lembrar, também, que precisamos urgentemente de mais um goleiro, e dos bons.

    ResponderExcluir
  7. A diretoriua já está contaminada do próprio Benazzi, vai esperar a casa cair para só então fazer as alteraçõe necessárias. Se não fizermos o TRI este ano, teremos que fazer um outro BI para ter a chance. Zunino, te liga, juízo, atitude, chute no balde, HELP. - Roberto Costa

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.