quinta-feira, 31 de março de 2011

Julinho

Hora de elogiar, hora de elogiar, hora de criticar... Elogiei o lateral esquerdo do Avaí, Julinho, em nossa estreia no campeonato estadual.

Naquela oportunidade fomos derrotados pela Chapecoense em plena Ressacada, e ele conseguiu destacar-se no meio daquele "bando" que entrou em campo. Ainda antes da chegada de Silas eu pedi sua entrada no time, e posteriormente com o pastor no comando Julinho conquistou a posição, com boas atuações.

Mas ontem.... Julinho fez um gol contra. Normal, quer dizer, uma fatalidade, acontece com qualquer um. Não estou preocupado com esse gol contra dele, isso é o de menos, quer dizer, pelo menos no final das contas não comprometeu a classificação na Copa do Brasil. O que me preocupa é que ele é bom jogador, tem habilidade, bons fundamentos, marca bem, cruza bem, sabe driblar e tem boa condição física.

E isso é motivo de preocupação? Sim, porque Julinho começou a fazer muita "firulinha", jogadinha de efeito, passe de calcanhar e etc. Esse tipo de coisa até se permite no futebol, mas aos grandes craques e na hora certa.

Ontem em uma desta firulas, Julinho por pouco não entrega a bola para os adversários próximo a nossa área. O que observei é que Silas, ou um dos jogadores do grupo, deve ter chamado a atenção dele no intervalo e ele voltou "borocoxô", tímido, sem partir pra cima dos adversários.

Meu caro Julinho, nem tanto ao céu e nem tanto ao inferno. Jogue com seriedade, usando o que você tem de melhor sendo competitivo e decisivo. Futebol você tem, mas tudo tem seu tempo. Seja mais objetivo que você tem tudo para despontar na Série A. Palavras de quem te apoiou até agora.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.