sexta-feira, 18 de março de 2011

Não é sobre o Avaí (tá, tem coisas sobre o Avaí)

Faltou comentar esta semana:

- Palhaçada o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro denunciar Ronaldinho Gaúcho pelo carrinho aplicado no goleiro Ricardo Berna no último Fla-Flu. O árbitro puniu-o com cartão amarelo. Foi pouco? Foi sim, mas foi a decisão do árbitro naquela hora. Querem aparecer nas costas do Gaúcho (este final de frase ficou estranho). Será que se fosse um jogador da Cabofriense seria denunciado?

- Achei espirituosa a gozação de Carlos Alberto do Grêmio quando fez o gol e comemorou igual ao goleiro Kidiaba do Mazembi. Foi uma resposta ao colorado Leandro Damião que também havia ironizado o time gremista no último fim de semana. Faz parte do futebol a gozação.

- Alguns torcedores avaianos não gostaram da nota oficial do Avaí. Tá bom, devemos mesmo deixar o Criciúma pressionar a arbitragem. Aos ingênuos de plantão, que tem memória curta, não devem lembrar que certa vez Moacir Fernandes ameaçou abrir a boca contra a FCF e... terminou campeão do Estado!!!!!!

- Marcinho Guerreiro é exemplo a ser seguido, voltou com tudo, e mesmo não estando no melhor de sua forma física voltou muito bem tecnicamente, até ensaiou alguns dribles contra o Ipatinga. Menos, Guerreiro!

- Marquinhos Gabriel já mostrou qualidade, agora tem que mostrar coletividade, passar mais as bolas. Tem tudo para ser um dos grandes nomes avaianos em 2011.

- Concurso Musa do Avaí. Muito bonitas as 3 meninas. Estamos sempre bem representados no quesito mulheres avaianas. Marcelle Lisboa, Scheila Lopes, Alana Campos. Mais Maryeva Oliveira e outras meninas vencedoras do Garota Verão e igualmente avaianas, nos enchem de orgulho.

- Imbituba x Avaí: temos que dar o troco da derrota do 1º turno. O Imbituba nos derrotou no ano passado com um gol irregular. Este ano temos que vencer, mesmo com o Celinho no apito.

6 comentários:

  1. Eu não gostei mesmo Rogério da nota.... elogiar a arbitragem? Se fazer de indignado com a reclamação quando a gente mtas vezes reclama? Pra mim "fede" a amadorismo a nota, com toda sinceridade.

    ResponderExcluir
  2. Eu, particularmente, achei acertada a Nota Oficial do Avai, para diminuir um pouco a pressão do Criciúma, que foi mesmo campeão no grito do seu presidente.
    Quando foi necessário mandamos ver sobre aquele, não tem?
    O que acho que falta é agilidade para a diretoria do Avai, que não foi atrás do Gilberto do Marcílio, bom jogador, que tem uma saída de bola muito boa, muito, muito melhor que o Diogo Orlando.
    Aí, bobeou o cachimbo cai, o Eduardo Uram já contratou.
    Sabe em que time ele vai jogar?
    Acorda Zunino!

    ResponderExcluir
  3. falando em nota, sou obrigado a comentar:
    Hj saindo do Kobrasol o cara que vende o DC me deu um jornal de cortesia, aliás, não foi só pra mim, foi para várias pessoas que estavam parados na sinaleira. Pra darem de presente é pq tá sobrando.
    Dando um espiadela vi que o RA criticou a nota do TriAvaí.
    Se fosse da coloninha seria exemplar, inclusive o fato de não vencer fora a 4 meses, devem considerar coisa cotidiana.

    Abs

    ResponderExcluir
  4. ROGÉRIO, também achei correta a nota do Avaí, é preciso precaução, mas discordo do Bighal, meu irmão, quando diz em tom de crítica que o Criciúma ganhou um título no grito. Na época, se não me engano, o campeonato estava sendo conduzido para o Estreito, como de praxe, com o Tigre sendo roubado num jogo no interior e Moacir Fernandes rodou a baiana, enquadrou o presidente da FCF e fez valer seus direitos. Foi um puta exemplo a ser seguido pelos demais cordeirinhos mandatários de clubes. No ano em que fomos obrigados a jogar 3 partidas em 7 dias e perdemos a classificação no estadual para a Chapecoense, na Ressacada, nos quinze minutos finais de jogo, por exaustão dos jogadores, eu me reportei ao Moacir Fernandes. Devíamos ter seguido seu exemplo de luta, não entrando em campo para aquele jogo sem que fosse postergado, pois até a lei nos era favorável. Acho que o Avaí poderia oferecer um cargo remunerado ao Moacir Fernandes, só para tratar dos assuntos afetos à federação, ele sabe onde apertam os calos do dotô. Mas de lá para cá, tudo voltou ao "normal", adiaram um jogo pra ajudar o brócole e ninguém se indignou. O sapo canta na lagoa, os cordeirinhos dormaem. O amor é lindo. - Roberto Costa

    ResponderExcluir
  5. ROGÉRIO, gostaria de saber porque o Mourinho Goiano não está em ouro clube ainda, visto que, ele é um dos melhores dos ultimos tempos.
    Ah será que o Fluminense ou o Santos estão de olho nele?

    Quanto aos comentários sobre jogadores que disputm o estadual, isso é meio que loteria, pois tme cara que vem com um nome formado e não joga nada, tem cara que vem pra um time de série A e a camisa fica com uma tonelada, enfim, criticar porque não contratou esse ou aquele, acho meio coisa de quem não acompanha ou não saba nada ou pior acompanha pela cabeça da imprensa da capital.
    O nome citado que é dono do outro time é EMPRESÀRIO do ramo de futebol, então... pura aposta.

    Se meu nome sair como anônimo é por causa da conta no google, então

    Murilo Moreira
    Barra do Aririú - Palhoça

    ResponderExcluir
  6. ROGÉRIO, Se o TJD do Rio de Janeiro quis aparecer em cima da imagem do Ronaldinho, aqui o nosso TJD pecou por omissão. Deviam ter punido o Túlio do tombense pelos dois empurrões que deu no assistente, sob o foco das câmeras, no jogo contra o Criciúma e a passividade do assistente não tem justificativa. Mas também, como esperar atitude desse TJD, se nem julgou a baderna no remendão, no jogo série B 2009, tombense versus Duque de Caxias, onde foram arremessados objetos vários em campo, passíveis de acarretar perda de mando de campo? Segundo dizem, as ocorrências constaram em súmula. Alô, senhores presidentes de clubes. - Roberto Costa.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.