quarta-feira, 16 de março de 2011

Tem Clube com memória curta...

Clique na imagem para ampliar
No dia 20/04/2008, Avaí e Criciúma disputaram, no último jogo do returno do Catarinense de 2008, quem iria para a final. Ao Avaí era necessária a vitória, bastando o empate ao time do Sul.

Detalhe: chovia muito e sequer se cogitou o adiamento da partida. Iniciado o jogo, o Criciúma logo no primeiro minuto abre o placar. Ainda no primeiro tempo o Avaí empata e o jogo terminaria assim, pois naquele dia faltas só marcadas fora da área e de preferência longe da grande área, pois o Avaí tinha Marquinhos e Valber.

O narrador e jornalista da Rádio Eldorado de Criciúma, dois dias após ao jogo, escreve o seguinte: 
Azar do Avaí, mas vamos ser sinceros, com relação a arbitragem do jogo na Ressacada. Célio Amorim exagerou na expulsão de Jean Coral, mas se alguém tem que reclamar é o Avaí, que teve [três] penalidades máximas claras não confirmadas.
Episódios como esses repetiram-se inúmeras vezes nos últimos 12 anos de Catarinense. Nada mudou. Sobre a partida de domingo. A arbitragem foi péssima, errando para todos os lados, expulsando o técnico do Leão sem qualquer justificativa, pipocando no final do jogo sem marcar pênalti para o Leão e invalidando o gol legítimo do Criciúma.

Falar em manipulação de resultado? Parece que quem tem intimidade com essa prática já se acusou.

4 comentários:

  1. O Dante Bragatto é o um dos poucos caras da imprensa do interior que já vi tocar dedo na ferida do clube da própria cidade (como no caso ali, falando que o Avaí foi prejudicado - não "roubado", como os chorões do interior dizem, mas prejudicado, porque arbitragem de SC é ruim demais) e um dos poucos que vi fazer comentário positivo ao Avaí na Série A (até mandei e-mail pra ele na época falando disso e, vejam só, AGRADECENDO, pois é uma raridade). Nas vezes que li comentário dele, nunca vi aquele "ranço" contra Florianópolis típico da imprensa do interior. Sempre me pareceu um cara muito sensato.

    Em Criciúma tá cheio de chorão. O Nassif e o Custódio já apareceram em rede estadual (Record e TVCOM) choramingando que o Avaí é "favorecido" (segundo eles...) pelas arbitragens e quando o erro é pró-Criciúma não reclamam de arbitragem. O Coutinho já vi fazer isso também, mas acho que foi algo tipo "vai na onda". Pelo menos o Coutinho é gente boa e até engraçado (não esqueço o "boa tarde e um graaaaaaaande abraço", nos tempos da TVBV, ehehe).

    Aí, engraçado que a gente fala isso e os caras do interior respondem "ah, e o Miguel? E o Roberto?", como se a gente batesse palma pros comentários sem sentido do Miguel e do Roberto.

    A real é que a imprensa esportiva de SC de qualidade resume-se, olha, a quatro ou cinco caras. Eu gosto de ler os blogs do Rodrigo Santos (de Brusque) e do Braga (do Jornal de Santa Catarina, de Blumenau). Fazem boas análises e são bem imparciais, na minha opinião.

    ResponderExcluir
  2. Se todo time que já foi benificiado por arbitragem perder o direito de reclamar dela, então danou-se.

    Ah, entendi...só o Avaí é prejudicado, só ele pode reclamar.

    ResponderExcluir
  3. Rogerio falasse tudo. Pior é que tem blogueiro otario que entra na deles. Em SC os caras fazem o jogo sujo mesmo. Prosul e Angeloni patrocinando a Federação Catarinense de Futebol. A imprensa do interior criando clima em todo jogo. Ta certo a nota.... se tem alguem que tem que reclamar esse é o Avai FC.

    ResponderExcluir
  4. Alguem precisa avisar ao Marquinhos que o ano já começou, pois, um jogador de futebol não vive apenas das bolas paradas, é muito ferro e pouca bola, começa o jogo e já está se arrastando em campo. Já o Marquinhos Gabriel tem que dar uma bola só pra ele. O George Lucas consegue ser pior que o Gustavo, ai é PRACABÁ. O Diogo Orlando não da nem pra comentar o "homi" é horrível. Com uma folha de 1 milhão com certeza tem alguma coisa errada...

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.