segunda-feira, 25 de abril de 2011

Nota Oficial - ANAF

A ANAF, Associação Nacional de Árbitros de Futebol, emite nota oficial em respostas as declarações do Botafogo após a eliminação da copa do Brasil:

Botafogo não soube perder. Foto: RBS
Infelizmente as mesmas desculpas voltam à tona após um fracasso em campo. O Botafogo, eliminado do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, disfere sua raiva na Comissão de Arbitragem ao invés de procurar solucionar seus problemas. A incompetência dentro e fora dos gramados supera os erros que por ventura aconteçam. Transferir responsabilidades e acusar a pessoa de Sérgio Corrêa é no mínimo falta de inteligência.

Quando o clube carioca cita um pênalti "inexistente" e um escanteio "não marcado" esquece de citar que o Avaí reclama de um pênalti minutos antes. Também não cita a incompetência de seus jogadores e treinador em derrotar a equipe de Florianópolis. Nos blogs alvinegros a torcida reclama da postura covarde do Botafogo após o atacante Loco Abreu fazer 1 a 0. Será que a diretoria fará uma nota oficial contra seus jogadores e treinador?


Prefere criticar os blogueiros? O que irá falar sobre os torcedores ameaçando os atletas no aeroporto? É tudo culpa da arbitragem?

Nas rádios presentes no estádio da Ressacada houve, em todas elas, jornalistas concordando com a marcação de Ricardo Marques. Dentre os comentários, a grande maioria com justificativas plausíveis. O bom posicionamento e a convicção ao anotar a marca do pênalti demonstram a convicção que algumas câmeras, aliado a paixão, não conseguem captar. Na Copa de 98 aconteceu igual. Ninguém viu a falta dentro da área de Júnior Baiano sobre o atacante norueguês. Somente uma imagem amadora provou que o juiz estava certo. Até então ele fora crucificado pelos brasileiros, como hoje é crucificado o senhor Ricardo Marques.

Acusar os mesmos de sempre é fácil, pois transfere a responsabilidade. O alvo deixou de ser o árbitro e seus assistentes e passou a ser o presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa. Questionar se uma pessoa que atua na arbitragem desde 1981, em todas as funções dentro e fora de campo, e tem reconhecido prestígio nacional e internacional é também fechar os olhos para a atitude ridícula ao final da partida. Perder faz parte do esporte e, por isso é preciso saber lidar com a derrota e com a vitória. Partir para briga e divulgar nota oficial esquecendo dos problemas internos é no mínimo incoerente.

A ANAF gostaria de convidar os dirigentes botafoguenses para acompanhar os testes da CBF, as palestras, as reuniões que procuram discutir os erros, as pré-temporadas, entre tantas outras atividades visando qualificar a arbitragem. Assim os mesmos pensariam duas vezes em perguntar quais as mudanças na categoria nos últimos anos. Se estes senhores estão tão preocupados com o futuro dos árbitros, por que não defenderam a profissionalização? O projeto está no Congresso Nacional sob o número 6.467/2009. Será que preferem novamente acusar os mesmos? É mais fácil jogar a culpa nos outros e, necessariamente, buscar o lado mais fraco, a arbitragem.

A chegada no aeroporto do Rio de Janeiro é um sinal de que existe algo a ser modificado realmente!

Enquanto jogadores, treinadores, dirigentes e alguns supostos "craques" ganharem milhões para jogar bola e perdem gols incríveis, fazem faltas bizonhas, deixam os clubes com dívidas gigantescas e colocam a razão do fracasso em outra pessoa, sequer profissional, o futebol brasileiro será lembrado como celeiro de craques, administrações péssimas e falidas. Seremos apenas uma chocadeira, onde os bons aparecem e vão embora para outros mercados.

Por fim, caso o Botafogo acredite ser necessário modificar o comando da arbitragem nacional, por que não sugere nomes, formas e modelos de administração baseado no seu dia-a-dia ou prefere acusar e esquecer os milhões de dívidas, estádio "emprestado", salários atrasados, inexistência de CT adequado, entre outros problemas divulgados pela mídia? É bom cada um olhar para si antes de transferir responsabilidades.

A ANAF chama a atenção de todos os árbitros e assistentes para estes clubes que, além de não acompanhar o trabalho da CBF, o sacrifício individual de cada um dos senhores, nada fazem pelo setor, a não ser emitir notas oficiais pueris, com o objetivo de desviar os seus próprios problemas! Vamos acompanhar e divulgar cada um que assim agir!

Não faremos o mesmo, ou seja, sugerir que se mude a direção do Botafogo nas eleições que se realizarão em breve e nem lembrar de equívocos anteriores de seus jogadores, treinadores etc em edições da mesma Copa do Brasil, pois sabemos que nunca conseguiremos a perfeição divina que tanto exigem dos nossos falíveis árbitros. É mais fácil crucificar uma pessoa! Ninguém aguenta este choro repetitivo!

8 comentários:

  1. hahahahahahahhahahahahahahahahahaha

    Depois de ler esse texto só rindo mesmo né Rogério

    ResponderExcluir
  2. Apesar de todos os equívocos do Botafogo e de sua diretoria, esta nota é um deboche. Parece as "notas oficiais" do Avaí. Incrível que uma instituição que se pretende séria se dê a um descalabro desta natureza.

    ResponderExcluir
  3. NOTA MUITO BEM ESCRITA PELA ANAF. CERTAS "entidades" FUTEBOLÍSTICAS DO BRASIL, PENSAM QUE POR PERTENCEREM AO EIXO-RIO-SPAULO, E SE "ACHAREM" GRANDES, DEVERIAM PRIMEIRO OLHAR PARA SEUS PRÓPRIOS UMBIGOS. TODAS, LITERALMENTE TODAS, SE NÃO HOUVESSE O BENEPLÁCITO DE CREDORES, GOVERNOS (E.M.F.) ESTARIAM RIGOROSAMENTE -FALIDAS- DEVEM E DEVEM MUITO...SE FIZEREM UM -MAIS E MENOS- FECHAM AS PORTAS. SOMENTE AS DÍVIDAS DE FLA-FLU-VASCO-BOTAFOGUINHO ULTRAPASSAM EM MUITO UM BILHÃO DE REAIS. CURINTIAS, PAL. SP. SANTOS IDEM...
    SÃO ENTIDADES QUE VIVEM (OU EXISTEM) POR ESTÃO NO BRASIL.

    RICA - JRCÂMARA.

    ResponderExcluir
  4. EXISTEM UNS ...... QUE LITERALMENTE NÃO ENTENDEM O QUE LEEM...SE SABEM LER...A NOTA DA ANAF SIMPLESMENTE É UM PRIMOR, MUITO BEM ESCRITA, E DIZ TUDO O QUÊ O BOTAFOGUINHO É HOJE EM DIA...UMA MERDA- NÃO VALE UM OVO...DEVE O QUE NÃO...BOM, NÃO TEM PORRA NENHUMA...NÃO TEM C.T., NÃO TEM ESTÁDIO, NÃO TEM ATLETAS...SOMENTE TEM DÍVIDAS E IMPAGÁVEIS. SE O BRASIL FOSSE UM PAÍS SÉRIO...ESTA PORCARIA DE INSTITUIÇÃO JÁ ESTARIA COM AS PORTAS -F E C H A D A S-

    RICA - JRCÂMARA.

    ResponderExcluir
  5. vc viu a materia que saiu no blog do radialista fabio machado? se não entao veja, é ótima e vem dos proprios barbies...

    ESSE PEGOU PESADO COM O FIGUEIRENSE !!
    Gosto muito de ler o Blog do Tainha do Globo.com. Em muitas situações já defendi o referido blogueiro em função da sua complicada posição. O seu espaço virtual é uma caixa de ressonância, e as suas palavras repercutem positivamente ou negativamente entre os torcedores do alvinegro. Após a desclassificação do Figueirense para o Avaí, o blog, evidentemente ficou "pesado" recheado de palavras ásperas. Mas dessa vez, não foi o o Diego - o Tainha - que pegou pesado, e sim o alvinegro o opinante convidado Eduardo Fernandes. Algumas frases e análises me chamaram muito a atenção. O time em campo, foi chamado de enceradeira "a bola ia de um lado para o outro, do outro para um lado e por aí foi. Foram muitos toques, muito futebol para pouco resultado. Os 2 a 0 pro time do Sul da Ilha foi pouco".

    PAVÃO


    Eduardo não poupa o presidente do clube, Lodetti, que é chamado de pavão "... que simpatiza com um animal que gosta de mostrar suas chamativas penas, falou que se fosse preciso faria uma cirurgia. A cirurgia foi mal feita".. Também não poupa o treinador Jorginho " um treinador que foi auxiliar do técnico vexatório da seleção brasileira na Copa do Mundo". E pra completar chama os jogadores do clube de amarelões: " E mais uma vez os jogadores amarelaram na hora decisiva".



    NEM TANTO O CÉU, NEM TANTO A TERRA

    É claro que o texto é de um blog de torcedor. E como tal, livre para desabafos - ainda no calor da eliminação para um rival. No entanto, a situação não é tão extrema para se analisar a eliminação do Figueirense do estadual. O Figueirense não é o paraíso (opa), mas também não é o inferno pintado após o clássico da páscoa. Até momentos antes do jogo, o time era o favorito para a conquista do título. Jogadores entrosados, habilidosos e com um ataque eficiente - o melhor do campeonato. Mas alguma aconteceu de errado. O que foi? O primeiro motivo, já analisei em post anterior: Os erros do Jorginho. Outro motivo, foi que na frente tinha um adversário aplicado e com uma disposição tática espartana dirigida pelo Silas. Coisas do futebol !!!

    CORDÃO UMBILICAL DO FERNANDES

    A parada indigesta do Figueirense tem que servir para análises e, com calma montar uma competitiva para o campeonato brasileiro. Alguns dedos tem que ser colocados nas feridas abertas pela eliminação. O jogador Fernandes é um exemplo. Está na hora do clube romper o cordão umbilical com o atleta. Se tiver que fazer uma estátua para o jogador que se faça na frente do Scarpelli. Se tiver que mudar o nome do estádio para Fernandes que se mude. No entanto, está na hora do clube parar de depender do jogador. Para o bem do jogador e do próprio clube. A página tem ser virada. Chega dessa dependência Fernandes-Figuerense. E tem um detalhe - o próprio Fernandes sabe disso.

    CARIOCADA NO SCARPELLI


    Em postagens anteriores critiquei a "cariocada" que estava disseminando tentáculos na Ressacada. O mesmo vale para os cariocas do Scarpelli. Sem "xenofobia", está na hora da diretoria do Figueirense e exigir produtividade e conquistas em troca da parceria com o clube. Uma parceria sólida e sem o constrangimento de ser conhecido como "a Tombense do Estreito". Lodetti pode e não precisa "vender a alma " para tocar o clube. Tudo tem o seu preço. E que preço, o torcedor já esta pagando com essas aventuras? No Scarpelli, é tempo o para reflexões e tomadas de decisões cirúrgicas, como o próprio Lodetti gosta de tranquilizar o torcedor para mudanças de situações adversas. Tempo para isso, agora tem bastante. Até porque o próximo adversário é "fraco Cruzeiro no Scarpelli".
    http://fabioluizmachado.blogspot.com/2011/04/esse-pegou-pesado-com-o-figueirense.html?spref=ok

    ResponderExcluir
  6. Cara, o cara que escreveu esse texto deu um tapa de luva com uma classe absurda na diretoria do Botafogo.

    Acabou com eles, seria legal ate o Avai usar isso na sua defesa.. uiahuiahuia

    Estou surpreso.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom, pegou pesado mas com jeitinho, algo assim como uma vaselinazinha.
    O Botafogo tem tentado, já faz algum tempo, usar uma força que já não tem, porque, hoje em dia, já não representa muito, como outrora.
    O problema é que o pessoal não tem caído nessa esparrela e a vida desse timinho continua nada fácil.
    Também acho que esse texto poderá ser usado pelo Avai em sua defesa.

    ResponderExcluir
  8. Se o Avaí usar este texto em sua defesa, vai receber o mesmo crédito desta Associação: nenhum.
    Aos que "sabem ler e que entendem tudo o que está escrito", tenho a dizer:

    Antes de dizer qualquer coisa, há verificar três itens: o conteúdo, a forma e a oportunidade.

    Quanto ao conteúdo, pode-se até discutir se o "gênio" (que não posso nominar, porque sequer teve coragem de assinar a nota) da ANAF está ou não certo. Quanto à forma e a oportunidade, a nota beira a imbecilidade. Talvez na mesa de um boteco os espertos aí estariam melhores acomodados para uma discussão séria como esta...

    Se queriam diminuir o Botafogo, acabaram dando munição para eles. Espertos...

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.