domingo, 22 de maio de 2011

Fazer análise tática do jogo de ontem é sacanagem

Como já falei ontem, não pude assistir ao jogo do Avaí, para mim foi mais importante prestigiar compromisso familiar do que ver o time de Silas, misto, e com a cabeça na Copa do Brasil.

E é o que penso mesmo. Uma análise tática do Avaí de ontem, com um monte de desfalques e os jogadores se poupando, não nos serve para nada. É coisa para o cara se estressar.

Se quiserem ler críticas ao técnico Silas, vejam a data que ele chegou e a partir daí leiam as postagens aqui do Elite. Tô metendo o pau no treinador faz tempo. Nos últimos jogos o elogiei, questão de justiça, achou um time, melhorou a parte tática e começou a escalar bem.

Quem jogou, quem foi substituído, a posição de fulano e etc... não merece maior atenção. Estamos feridos pela goleada, mas vamos ver o lado do Silas e dos jogadores. O vexame de ontem foi por um bem maior.

Não quero tapar o sol com a peneira não, já abri meu coração com a derrota de ontem. Mas agora passou, vamos focar no jogo de quarta-feira, vamos lotar a Ressacada, vamos atropelar o Vasco para chegar à final da Copa do Brasil, temos condições.

2 comentários:

  1. É verdade, concordo que temos condições, assim como tínhamos condições conta o Flamengo, talvez não ganhar, mas não passar por um vexame. Mas estaremos do lado do nosso time e vestindo nosso manto azul... Quarta a Ressacada vai ferver e nós estaremos bem cedo lá para fazer a concentração.

    Saudações!!!

    Carmen

    ResponderExcluir
  2. Boa sorte ao Avai hoje na luta pela classificação para a final da copa do Brasil e que vença o timinho chamado vasco, pois aqui no rio , mas precisamente na rádio globo am circula uma vinheta debochando do time do sul e dando como certa a vitória dos cariocas, que vcs vençam e convençam que o vasco não é time. Pra cima deles que vcs são muito melhores, se tiverem oportunidades escutem a vinheta da rádio globo am rio ridicularizando o Avaí.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.