sábado, 28 de maio de 2011

Novela Marquinhos me tira o ânimo

Já me encheu o saco esta novela entre Marquinhos e Grêmio. Não desejo a saída do jogador, mas exijo uma definição logo.

Entendo o lado profissional de Marquinhos, um contrato de 3 anos com o Grêmio praticamente garante sua aposentadoria no futebol, já que garantiria um excelente salário até os 32 anos de idade não é de se jogar fora.

Por outro lado Marquinhos também tem um excelente salário por aqui, já consegue com os vencimentos recebidos do Avaí dar muito conforto a toda família. Claro que todos nós gostamos de um aumento salarial e neste caso o Galego dobraria no Olímpico o que recebe no Avaí (pelo menos eu acho que é isso).

Fora isso, o lado de Marquinhos, temos que ver o lado avaiano. A desmobilização e a expectativa que toda a esta situação está criando. Pelo que li nem sabemos se Marquinhos joga hoje. Se não jogar quem o substitui?

Acho inclusive que se não foi nada definido ele não deveria jogar mesmo, pois temos que buscar no elenco o substituto de Marquinhos. Sim porque contratações no momento viraram sonhos no Avaí tamanha a demora.

O pior é que se criam expectativas em cima de nomes que nem sabemos se podem ser titulares no Avaí. O tal do Diogo (Diego?) lateral que viria do Corinthians é pra disputar posição ou pra vestir a camisa titular? Depois falo nisso.

O ideal é que fosse tudo definido ontem, em relação a Marquinhos, para irmos ao jogo já com nossa nova realidade e entrarmos de vez no campeonato. Vamos apressar as coisas, por favor.

5 comentários:

  1. Bom dia!

    Continuo com a opinião de que se o jogador está sendo negociado, enquanto não for resolvido, deverá permanecer fora de qualquer jogo, independente da importância. Uma prova de como esse processo afetados jogos e os jogadores foi o jogo contra o Vasco. Somos amadores neste requisito, conseguimos fazer o time ficar pior, quando precisamos de força. Portanto, quem tem que sai que vá. E que venham os reforços necessários para fazermos uma boa campanha e poder garantir um 2012 cheio para o LEÂO.

    Saudações

    Carmen

    ResponderExcluir
  2. Caro Rogério e AVAIANOS

    Também estou preocupado com a indefinição do caso Marquinhos. Outra preocupação é o elenco para o brasileiro, o atual é fraco, e alguns jogadores de melhor qualidade precisam melhorar bastante seu desempenho técnico e entrega nos jogos. Todos os setores estão com problemas, zagueiros, laterais (ou alas), meias e atacantes. Do jeito que está o rebaixamento é logo ali.
    Voltando ao Marquinhos sou a favor que ele vá para o Grêmio, é melhor pra todo mundo. O Marquinhos neste retorno ao AVAÍ ainda não jogou. O Marquinhos atual faz muito mais mal ao clube do que bem. Tem regalias demais, está jogando pouco, tecnicamente está mal e fisicamente é um jogador e não um atleta, por isso não consegue ser competitivo, perde na velocidade e na força. Além disso temos que aturar o irmão. Sou a favor de uma reavaliação na atual gestão do futebol. Não é necessário demitir, mas uma reflexão não faz mal a ninguém.
    É a minha opinião.

    Saudações AVAIANAS

    Paulo Portella

    ResponderExcluir
  3. É, o que se espera é que todo esse burburinho e notícias que não se confirmam, não tirem o Avai do eixo, que pelo menos o Avai continue com seu trabalho de forma imperturbável, sem acidentes e dentro do planejamento.
    Quem vai sair deve tomar seu rumo e, o Avai deve manter o seu.
    Com Marquinhos ou sem Marquinhos, todos nós queremos um time forte, mem condições de fazer um bom campeonato brasileiro.

    ResponderExcluir
  4. O Avaí cresceu nos últimos anos, mas continua amador demais no futebol.

    É muita burrada por temporada. Depois de tudo errado em 2010 se conseguiu piorar em 2011. Entramos sem um time definido para as 3 competições que iríamos disputar. E o pior, sem um elenco formado, pelo menos com dois jogadores de mesmo nível para cada posição.

    Levamos ferro em tudo. Não ganhamos absolutamente nada. Pra não dizer ZERO em vitórias, eliminamos nojeira e São Paulo, numa daquelas jornadas inimagináveis, mas caímos em seguida. Improvisações, sorte, garra. O Avaí não passou disso.

    Ano que vem não teremos Copa do Brasil (nem precisa, pois nunca fizemos time decente pra disputar Copa do Brasil).

    Entramos no Brasileiro como favoritos a cair, pela fragilidade do elenco. E a coisa degringola cada vez mais com o assédio em cima de Ranan, Julinho e Marquinhos. Ruim com eles, muito pior sem eles.

    Desânimo. Talvez essa seja a palavra mais adequada. Não vejo como o Avaí fugir do rebaixamento com um time TÃO LIMITADO como esse.

    ResponderExcluir
  5. O pior que se faz com o Marquinhos é transformá-lo numa ponte Hercílio Luz. A fase do Marquinhos no Avaí, como a da ponte em relação à ilha, entendo que já passou, deixou sua marca positiva, é ídolo, vai ser lembrado, mas sua saída faz parte, outros ares poderão ser positivos para ele, técnica e financeiramente. E, cá entre nós, não vinha resolvendo. Há muita coisa a ser equacionada no Avaí, para ficarmos focados apenas no Marquinhos. - Roberto Costa

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.