sexta-feira, 13 de maio de 2011

"Silas, Paulo Silas, seu nome será lembrado..."

Ontem eu vi o Silas que aprendi a gostar. Tivemos o Silas "jogo a jogo" atuando da forma que precisávamos, não se omitindo na hora das substituições e tendo a leitura da partida.

Silas viu o mesmo jogo que eu. Sabia que um jogador avaiano com cartão amarelo era um provável expulso no futuro. Segurou Estrada pendurado até onde deu. Não manteve Romano, com o mesmo amarelo de Estrada, pois por aquele lado o São Paulo se engraçava.

Os três jogadores que ele colocou em campo foram muito bem. Menção honrosa a Acleisson, que fez um partidaço, e que quase foi premiado com um golaço de falta, "Santa Trave" para Rogério Ceni. Marquinhos Gabriel foi outro que entrou bem e Mauricio Alves ajudou a segurar a bola e ainda ajudou na marcação.

Este Silas de ontem eu gosto, estudou bem o adversário e foi atuante durante a partida. Não esperou o intervalo para trocar o time e não deixou o adversário nos suforcar para daí sim tomar uma atitude. Ponto para Silas.

Um comentário:

  1. Perfeito. Concordo que o Silas foi muito bem nos jogos da Copa do Brasil e merece todos os elogios.
    É notória a capacidade que ele tem pra motivar seus jogadores, de fazer o pessoal acreditar e ir pra cima, em busca de objetivos traçados.
    Espero que ele continue assim pra que a gente possa disputar e ganhar essa Copa do Brasil.
    Meu medo é que ele tenha uma recaída e repita aquela atitude de Chapecó, quando entregou o jogo pro Ovelha e tirou todas as chances do Avai ser tricampeão.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.