sexta-feira, 10 de junho de 2011

Diferença

Ontem publiquei uma resposta do preparador físico avaiano Emerson Buck, e isso me lembrou um fato recente.

No lançamento da nova camisa do Avaí, há algumas semanas, um torcedor avaiano me enviou uma sugestão para quando o manto chegasse às lojas, tinha a ver com o valor, com direito a desconto para os sócios. Na verdade o teor do e-mail nem interessa.

Achei a sugestão boa e encaminhei ao Sr.Sidney do Departamento de Marketing. Nunca fui respondido, nem uma resposta automática do tipo "obrigado por entrar em contato conosco analisaremos sua mensagem, blá, blá, blá".

Não sou um cara carente de atenção, nem espero que um e-mail que eu mande para qualquer pessoa seja respondido. Não dou conta de todos que me mandam aliás, mas procuro na medida do possível responde-los de pronto.

No entanto quando envolve o marketing de uma instituição, acho que pelo menos um muito obrigado deve ser respondido, nem que a sugestão seja arquivada, não seja levada em consideração etc e tal.

Para falar mal do marketing avaiano já temos 139 blogs, mais uma pá de jornalistas, vejo uma evolução no setor, mas estamos longe de ter um departamento eficiente ainda.

Só estou expondo esta situação porque espero que o Sr.Sidney dê mais atenção aos torcedores avaianos, pra mim não precisa nem responder nada não, mas no próprio e-mail que citei, eu identificava o torcedor com a sugestão.

2 comentários:

  1. Sabes o que me chateia muito são essas promoções contínuas.
    O sócio não tem nenhum privigégio a não ser ir aos jogos.
    Essa questão é muito mal administrada.

    Outra coisa: CAMISA 10 para um cara que tá a 2 anos no clube e nunca jogou?

    Rogério, o MKT tem que remar muito pra ficar ruim, pois hoje ele é horrível.

    O Avaí é uma paixão e não gosto de queimar, mas tem setores no clube que são amadores.
    Outra coisa: como todoas as notícias ainda vazam dentro do Avaí?
    Tem inimigo dentro do clube, só pode ser isso.



    Abs

    ResponderExcluir
  2. Nosso corpo tem caminhos, por onde circula o sangue, levando vida. Um desses caminhos obstruídos, pode ser fatal, porque em algum lugar do corpo não haverá vida.
    Assim são os caminhos que devem ter as empresas, para que a comunicação leve vida a todos seus departamentos, diretorias e etc.
    Um caminho obstruído, nesse caso, também pode ser fatal.
    É preciso criar estes caminhos e usá-los sempre.
    Me parece que no nosso Avai ainda falta um bocado para uma vida plena.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.