domingo, 19 de junho de 2011

Jogador do Figueirense se envolve em acidente com três mortes


Via Clicrbs:
Jogador do Figueirense se envolve em acidente grave em Florianópolis
Duas pessoas morreram e uma ficou gravemente ferida
Atualizada às 12h56min
Um grave acidente na madrugada deste domingo causou a morte de duas pessoas na Via Expressa Sul, em Florianópolis. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) o condutor do veículo seria o atacante do Figueirense Eduardo Francisco da Silva Neto, 31 anos, o Dudu.

Silva estaria sem habilitação e dirigia um Hyundai, com placas do Rio de Janeiro, quando perdeu o controle do carro e bateu em um poste no km 5,8 da rodovia, perto da passarela. Outras quatro pessoas estavam no veículo que seguia no sentido bairro-centro por volta das 3h30min.

Os bombeiros socorrem as vítimas, mas duas não conseguiram sair em tempo e o carro pegou fogo. O atacante, que prestou informações sobre as vítimas à polícia, e outro ocupante do automóvel saíram ilesos. Uma pessoa teve traumatismo craniano e foi levada ao hospital.

Nr1: Não vou fazer nenhum tipo de comentário e nem brincadeira, a postagem é apenas informativa. E comentários de mal gosto não serão publicados.
Nr2: Vi agora no infoesporte que 3 pessoas morreram, duas no local e uma no hospital.

Foto: Leitor repórter.

2 comentários:

  1. Mas como já acusaram torcedores avaianos, pais de família, de assassinos, fica o registro de como as coisas acontecem.
    Ninguém escapa das fatalidades da vida, independente de cores esportivas, partidárias, religiosas ou de qualquer tipo. Um indivíduo não pode responsabilizar uma coletividade.

    ResponderExcluir
  2. Sim, sim, mas há perguntas que não querem calar:
    1 - o que um jogador "profissional" de futebol estava fazendo na madrugada da véspera de um jogo trafegando sem habilitação, bêbado e em alta velocidade??
    2 - Quem se rsponsabilizará pelas 3 mortes??

    Ficar criticando o edmundo é fácil, e agora??

    NOTA: alta velocidade comprovada por testemunhas e o "jogador" se negou a fazer o teste do bafômetro.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.