quarta-feira, 22 de junho de 2011

L.A. responde

Quem acha que o L.A. é tanso levanta a mão. Ninguém levantou a mão. O cara é empresário de futebol, investe nesta área e como qualquer investidor, de qualquer área, não gosta de perder dinheiro. Algum mal nisso?

Não conheço ninguém que esteja rasgando dinheiro. Acender charuto com nota de 100 dólares só em filme.

Agora há pouco o L.A. falou (no twitter) sobre as dispensas de ontem, no Avaí. Pois foi um dos questionamentos do torcedor "e os jogadores da L.A. não serão dispensados?".

Tem questões que são tão lógicas que não deveriam ser respondidas, principalmente por mim que não tenho procuração do L.A. para responder e que no ano passado tive que escutar mal criação via rádio sobre uma postagem do blog. Mas a vida segue, não existe mágoa de minha parte.

O L.A. é bem relacionado em diversos clubes do futebol brasileiro, conhece bem o mercado, e um jogador como o Pará, que ele investiu uma grana preta para comprar os direitos federativos tem mercado. Na hora que o Avaí disser pra ele que não será aproveitado ele pega o Pará e coloca em outra equipe, simples assim. Neste caso específico o jogador estava machucado.

Batista é outro caso, também estava machucado e tem mercado, se não for aproveitado por aqui, ele também coloca em outra equipe, não tem dificuldades quanto a isso.

Para encerrar, acho que quando o momento é ruim questiona-se tudo e se vê muito pelo em ovo. As ações atuais do Departamento de Futebol visam consertar tudo que foi feito até agora. Se vão conseguir eu não sei, mas estão tentando.

10 comentários:

  1. Assino embaixo. Estão criticando a dispensa do G. Lucas. Contra o Palmeiras arrastava-se em campo, até hoje não entrou em forma, tão cedo não vai entrar e tempo é o que já não temos. Peça recondicionada só uma deu certo, Leo Gago, então não podemos fazer disso uma política. É trazer jogador pronto, pra treinar uma semana e sair jogando. Caso contrário, série B na certa. - Roberto Costa

    ResponderExcluir
  2. Flávio Augusto Caminha22 de junho de 2011 10:59

    Definitivamente arregaçaram as pernas para o empresário paranaense. Agora ele manda e desmanda na Ressacada com a conivência do Zunino e do seu filho aprendiz de gestor de atletas da casa. O pior é que ainda tem a empáfia para falar mal de Tombenses e Coimbras. Pelo menos no lado de lá tem diretoria ativa. Patético! Depois do planejamento mal feir e om medo da segunda, venderam a alma para quem há poucos meses largou todos na mão. Que falta de amor próprio. Depois não sabem por que a torcida abandonou as arquibancadas.

    ResponderExcluir
  3. Felipe? Vem de graça? Nào por sua infantilidade via twitter, mas por nao inspirar confiança e seu salario ser maior do que gasto de comida com meu cachorro. Sacou? gata. Hehehe

    ResponderExcluir
  4. Curioso, não é subjetiva a análise de quem tem mercado e quem não tem?

    Você julga que Pará e Batista têm mercado...outros podem julgar que um dos dispensados tem mercado.

    ResponderExcluir
  5. Ele que retire todos os seus jogadores, porque levar de 5, 4 , 3 , colocaremos nossa base e assim não gastariamos dinheiro o que o L.A quer é testar jogadores no nosso time e digo mais esses que ele trouxe pro AVAI nem na terceira divisão do nosso futebol serve.

    ResponderExcluir
  6. Claro que o Avai deveria ser mais seletivo e escolher melhor os jogadores a serem trazidos pelo L.A., porém, entendo que sempre se esbarra no alto salário de alguns, que estão além do teto estabelecido.
    Não critico o L.A., porque, se o problema não for o tamanho dos salários de alguns que poderiam jogar aqui, a crítica tem que recair sobre quem aceita jogadores meia boca.
    Nosso time é um desastre. Esse time não ganharia a Série B.
    E o pior é que o melhor time do Estreito está bem, principalmente, sendo bem administrado e contratando bons jogadores, supostamente, com menos dinheiro que o Avai.
    Como não existe milagre......

    ResponderExcluir
  7. Engraçado é que o mesmo L.A. colocou o Avaí na série A, ajudou no bi campeonato, no 6º lugar do brasileiro, fez com que o Avaí tivesse a torcida no estádio, ou alguém aqui esqueceu dos famosas 1500 torcedores antes dessas conquistas?
    O defensor da tombense deveria comprar uma camisa alvinegra rosada e ir prestigiar o time deles.

    Só falta ir acender uma vela para o PPP que usou o nosso dinheiro pra levantar um time que estava a beira da falência.

    Vai se ferrar, qdo a cariocada tava fazendo merda sobre merda e o L.A. tava fora o Avaí estava bem neh?
    Perdendo p/ imbituba em casa e tudo....

    Desculpa o desabafo, não concordo com tudo dentro do Avaí e nem conheço o empresário, mas se tem uma parceria que ajudou o Avaí, essa foi a do L.A.

    ResponderExcluir
  8. Os bons jogadores do L A ele tirou do Avai e levou para o Coritiba e ponto. Para cá só vem REFUGO!! Precisa falar mais? É indmissível que não se tenha na lista pelo menos 3 jogadores do L A. Vão ficar manado sem dar resultado.
    Mas a culpa não é do L A, é do Zunino que deixa essas coisas acontecerem.

    ResponderExcluir
  9. Concordo plenamente! E ainda bem que assim está sendo, a permanência dos jogadores do LA foi mais uma prova de que ele voltou com força mesmo, o que me deixa mais aliviado e mais confiante na reação. LA é O cara, é incrível como ainda tem "torcedores" que contestem o trabalho dele junto ao Avaí. E outra, tanto Batista como Pará já foram, em determinado momento, incontestáveis no Avaí, agora são como Arthuro ou Felipe?! O Pará mesmo é um jogador em que eu ainda acredito muito, é novo, tem potencial e joga também na meia, merece mais chances. Saudações avaianas!

    ResponderExcluir
  10. Não podemos esquecer, realmente, que o LA é um investidor e vai priorizar os seus jogadores sobre os de outro qualquer empresário. Não se pode esperar outra coisa. Agora, ele tem crédito, o Avaí foi bem com ele e certamente ele foi bem com o Avaí. Está de volta e vai querer retorno de seu capital, de novo. É normal, vamos reclamar de quê? Ao Avaí, cabe tirar dele o melhor possível dentro das bases contratadas. O tempo já é nosso inimigo, sugiro deixar o homem assumir as contratações e trabalhar em paz, o seu retrospecto o recomenda. É a última aposta, não haverá tempo para um plano C. - Roberto Costa

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.