domingo, 12 de junho de 2011

O primeiro ponto, em um lamentável empate

Pior do que um empate lamentável, contra um adversário direto para nossas pretensões no campeonato, foi a constatação que fiz de que este elenco tem que treinar muito para termos um time.

Vamos para o 3º treinador no ano e Gallo terá muito trabalho, resta saber se ele tem este perfil de treinador que consegue ajeitar bagunça. Espero que sim.

Fiz uma postagem na 3ª ou 4ª feira, pedindo para Silas definir-se rapidinho, sobre sua saída, para termos já no banco de reservas o novo treinador, e não um interino.

Pois Silas, mesmo tendo uma proposta desde domingo, "cozinhou o galo" até quarta-feira, nos deixando nas mãos de Neguinho. Nada contra ele não, o problema é a constatação de que se com o treinador titular a turma já não rende, com interino o "tô nem aí" fica mais explícito.

Teremos mais uma semana dura pela frente, esperando por boas notícias, e acho que elas vem, para depois ir à São Paulo enfrentar o Palmeiras de Felipão no Canindé.

Espero que até lá o dodói de William e Diogo tenha sarado, que jogadores sejam apresentados, que outros que já chegaram estejam em condições de estrear, como Cleverson, pois nosso sistema criativo de meio de campo está sem inspiração.

3 comentários:

  1. Rogério, e sobre aquele extra extra!!! do dia 8 de junho???

    ResponderExcluir
  2. 2010 acabou mal (apesar da escapada do rebaixamento), 2011 começou mal e até o final do ano vai ser duro.

    Presidente falando é uma temeridade, fala como se tivesse plena certeza que tem um grande time nas mãos e que a lanterna é mero acaso. Ou ele é muito ingênuo, ou muito apaixonado pelo clube ou não entende nada de futebol.

    O time não tem nenhum jogador diferenciado, não tem nenhum jogador que chame a responsa pra si, não tem nenhum driblador, nem sequer um velocista. A zaga é uma lástima, perde todas por baixo e por cima. O goleiro está tremendo nas bases. Os adversários vem aqui e entram como querem na zaga avaiana e o nosso Presidente vem a público dizer que não está preocupado com a saída de Marquinhos pois tem MArquinhos Gabriel, Robinho e Estrada. MEU DEUS, ele não pode estar falando sério.

    A briga pela lanterna vai ser feia este ano. América-MG e Avaí vão brigar pra ver quem vai fazer o maior papelão. Dois times ruins. No momento o Amárica-MG ainda tem um certo conjunto, mas não passa disso, vai cair com certeza. O Avaí é fraco tecnicamente e está desarrumado taticamente. Tática é papel de treinador, mas se não contratarem gente boa pra esse meio campo e defesa não tenham dúvida que vai cair também.

    E o pior: Vcs já imaginaram a gambazada enchendo a ressacada no último jogo do Brasileirão pra enterrar o Leão????

    Presidente, acorda. Jogador mala, manda embora. Jogador sem vontade, manda embora. Jogador dodói, manda embora. Se não quiser mandar ninguém embora, pelo menos contrata uns cinco, mas por favor, contrata certo, esse time vai cair se não chegar gente boa pra ontem!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Lamentável, realmente, este empate, mas o que mais se lamenta e até assusta, é o futebol que nosso time joga. Parece time de várzea, não tem padrão de jogo, é apático, muito ruim tecnicamente.
    É preciso aprender a segurar jogador, pra negociar quando o momento for favorável ao clube, em termos de resultados dentro de campo, sem olhar, apenas, o dinheiro que entrará no clube, até porque, normalmente não é muito.
    É preciso aumentar o grau de exigência, como pode o Marquinhos, por exemplo, estar jogando aqui, acima do peso, sem que fosse questionado e obrigado a entrar em forma, considerando, inclusive, que era bem pago pra jogar.
    Ele só vai ficar no Gremio se mostrar um perfil condizente com o que exige o clube.
    Quantos gordos ainda existem no Avai?
    Temos que mandar embora quem já mostrou que não serve e contratar outros jogadores enquanto dá tempo de inscrever e, mais importante, enquanto há tempo de se posicionar melhor na tabela.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.