domingo, 31 de julho de 2011

Avaí 3 x 2 Corinthians, por Juca Kfouri

"Na Ressacada não foi diferente.

Até Emerson fazer 1 a 0 para o Corinthians depois de lance brilhante de Ralf e bela tabela entre o Sheik e Danilo, aos 30, só teve um time em campo: o visitante.

Porque o Avaí tomou bola no travessão do zagueiro Paulo André e na trave do atacante Willian, além de ter salvado uma bola, com Dirceu, na linha faltal, depois de nova cabeçada de Paulo André, que jogava no lugar de Chicão.

Quem entrou no fim do primeiro tempo foi Alex, pois Danilo se machucou, e só depois do gol alvinegro o Avaí tentou alguma coisa, sem conseguir nada de excepcional, além de uma saída errada de gol do goleirinho (porque jovem, porque menino ainda, garoto de apenas 20 anos) Renan.

Ainda sem vitória em casa, o anfitrião foi à luta no segundo tempo, com Diogo Orlando no lugar de Fabiano.

E com 5 minutos uma esperta virada de William de bate-pronto empatou o jogo: 1 a 1.

Era outro jogo, com o Avaí deixando de ser espectador para virar competidor e, mesmo quase levando o segundo gol dos pés de Fábio Santos, indo em busca da virada.

Que aconteceu aos 13, em contra-ataque, com Rafael Cruz empurrando para a rede, apesar de Paulo André quase salvar.

Aos 22, Emerson ganhou o empate de presente, agradeceu e devolveu, nas mãos do goleiro Felipe.

E Edenílson entrou no lugar de Paulinho, assim como o Avaí havia trocado Marcos Paulo por Batista.

Custava caro ao líder não ter liquidado o jogo quando pôde, no primeiro tempo.

Tite tentou a última cartada tirando o lateral Weldinho para a entrada de Morais.

Em vão.

Porque no primeiro contra-ataque avaíano, Rafael Coelho roubou bola mal tocada por Morais no campo catarinense e foi até a área paulista para ampliar.

Felipe ainda evitou novo gol de Emerson, que parece sofrer de preciosismo.

Mas não evitou, aos 46, o de Jorge Henrique, que diminuiu: 3 a 2.

Quem imaginava que os jogos contra os lanternas Avaí, América e Furacão seriam nove pontos fáceis, entendeu que neste Brasileirão ainda está para nascer o jogo fácil, pelo menos antes que aconteça."

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.