quinta-feira, 7 de julho de 2011

E o Rafa Coelho e o William

Vi um Bahia levando a cada bola no ataque um tremendo perigo ao Avai. Jobson e Júnior voaram em campo, assim como os alas da equipe Baiana, até o fim do jogo. No leão 3 atletas foram atendidos com cãibra.

Na oitava rodada e temos 3 com cãibra? Isso só pode ser entrega e mudança de atitude. Do Rafael Coelho e do William posso falar, porque aqui está o blog fã dos dois. Vejo dedicação integral dos dois guerreiros do ataque, mas também vejo dificuldade e não vejo um bom momento.


Rafael Coelho fez um gol, participou do outro, quase fez mais um e ainda perdeu outro. Willian brigou, mas não chegou.

Jogar com um atacante e deixar o outro no banco pode ser uma saída, faz bem em qualquer time e o que o Gallo não se furte de arriscar com mudanças que possam até criar uma saudável “rivalidade” ente os atacantes. Só fazer o “feijão com arroz” não vai adiantar.

3 comentários:

  1. Ainda penso que se jogarem pelo menos o "arroz com feijão" já estaria muito bom. Ontem salvou-se apenas Pedro Ken e Cleverson. Rafael Coelho, Willian de quem esperava MUITO, me decepcionaram. Quanto aos outros me nego a fazer comentários. O goleiro já me causou antipatia de cara, o sujeitinho "se acha" - já começou falhando e muito!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. "Na oitava rodada e temos 3 com cãibra? Isso só pode ser entrega e mudança de atitude."
    Essa sua frase acima só pode ter sido de forma irônica, é que não deu para captar no texto. Mas se vc falou sério, deve estar com sérios problemas.

    ResponderExcluir
  3. Victor Hilbert Amin7 de julho de 2011 18:52

    William brigou? Não vi o mesmo jogo ontem. Ele foi o pior em campo, lutou por algumas bolas quando a torcida começou a pegar no pé dele, pq estava claro a falta de interesse que o atacante estava em campo, sem vontade, reclamão (com o arbitro e companheiros).
    Era praticamente um zagueiro, toda bola bate nele e volta. O primeiro gol baiano, resultou num passe errado do William, na lateral direita, no meio de campo, o que o centroavante faz ali, desespero total, de um jogador que não pode ser capitão de um time, tanto pela caracteristica, como pela posição.
    Pra mim, a pior partida dele no Avaí.
    Precisamos de atacante!

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.