sexta-feira, 8 de julho de 2011

Eu continuo acreditando

Não quero fazer lavagem cerebral em ninguém, é apenas convicção mesmo. Continuo acreditando na recuperação do time do Avaí, mesmo tendo este difícil jogo no final de semana, onde qualquer resultado não vai abalar esta convicção.

De onde eu tiro esta força para continuar acreditando? Basicamente de dois lugares: do torcedor e da equipe de trabalho avaiana.


Por incrível que pareça tenho encontrado mais torcedores otimistas do que pessimistas, talvez estes quando me vêem na rua mudem de calçada e não venham falar comigo, pois os que conversam com o blogueiro no dia a dia demonstram sempre a certeza da recuperação do time, então estes caras me dão força para continuar acreditando.

A outra parte da "força" é a simples observação da maneira com que o Departamento de Futebol avaiano e nosso parceiro, Luiz Alberto, não tem medido esforços para nos tirar desta situação. Os sinais são claros. Quando o nome de um Lúcio Flávio aparece na imprensa ou quando se contrata um jogador como Leandro Lima, outrora contratado pelo Porto de Portugal a peso de ouro, chega com um contrato de 4 anos, é porque a coisa é séria.

Eles, lá do Departamento de Futebol não estão jogando para a torcida, estão de fato trabalhando. Outro nome, o zagueiro Jean, com passagens pelos maiores clubes do futebol brasileiro, que foi tentado mas não quis vir, e ainda outros que já, já deverão ter o nome divulgado pela imprensa, como contratados ou pelo menos com propostas avaianas, também são outros exemplos do trabalho que está sendo feito.

Vou reforçar: continuo acreditando, acho muito cedo para desistirmos e jogarmos a toalha, se lá dentro do Avaí, com toda a pressão externa, a convicção é de que vamos sair dessa, quem sou eu para duvidar?

4 comentários:

  1. Parabéns pela tua perseverança e Fé, mas, sinceramente os torcedores que Eu conheço e que não faltam a um jogo do nosso GLORIOSO AVAI FC, ja estão jogando a toalha.

    Torcedores que não faltam a uma partida do AVAI FC, na A,B,C ou seja lá o que for , o principal é o nosso AZULÃO.

    MAS, não se vive de promessas e sim de atitudes sérias e verdadeiras e nào se monta uma equipe de Futebol em plena série A, pelo menos teríamos que ter mantido a base.

    Como milagre existe, continuamos torcendo para que essa diretoria se mande e o AVAI FC tome seu rumo, chega de vergonha.

    ResponderExcluir
  2. Rogério,

    Para que a torcida passe a acreditar de verdade (e não só da boca para fora) em mais um milagre, algumas coisas ÓBVIAS precisam ser feitas pelo Avaí:

    1º - Daniel, Diogo Orlando, Maurício Alves e Fábio Santos NÃO SERVEM, são abaixo da crítica. Não são jogadores para se disputar Série A de Campeonato Brasileiro. Enquanto tivermos algum desses no time titular e outros deles como "boas" opções de banco, não iremos a lugar algum.

    2º - Ainda sobre o Daniel, tê-lo como titular e o George Lucas afastado é palhaçada. Não dá para entender! Pô, se tem um jogador que custou caro principalmente pelo tempo em que ficou no DM, mas que quando voltou foi destaque nas duas partidas em que atuou, é inadmissível afastá-lo e colocar como titular um jogador que não acrescentou absolutamente nada ao time.

    As contratações do Marcos Paulo e do Leandro Lima são boas, mas ainda falta pelo menos mais dois atacantes.

    Com o que temos hoje, se for reintegrado o George Lucas, eu jogaria com o seguinte time:

    Felipe

    George Lucas
    Gustavo Bastos
    Welton Felipe
    Romano

    Marcos Paulo
    Batista
    Pedro Ken
    Leandro Lima

    Julinho
    William

    No banco:

    Rafael Santos
    Thiago Sales
    Acleison
    Estrada
    Cléverson
    Robinho
    Rafael Coelho

    Saudações Azurras!

    ResponderExcluir
  3. Caro Rogério.
    Queria ser tão otimista quanto vc é. Entretanto, confesso que com esse treinador fica difícil acreditar em alguma vitória do Avaí. Veja, com essa atual defesa, não podemos jogar nunca, mesmo em casa, sem nenhum volante de ofício. É suicídio. Contra o Bahia, o time parecia um bando em campo, sem tática, sem controle de bola, sem calma em campo, sem nada. Claro que vontade não falta, garra não está faltando, falta é futebol jogado mesmo, esquema, defesa segura, meio campo compacto e criativo e ataque que incomode alguém.
    Não gosto do Gallo como treinador. Acho que ele está jogando com o time muito aberto. Sem segurança. A defesa está muito exposta.
    Espero que esteja errado, que o Gallo comece a acertar, assim como os jogadores. Mas, por enquanto, confesso que estou descrente nesse time. Aliás, falta qualidade em vários setores, nas laterais e no ataque. Só temos dois atacantes médios, William e Rafael Coelho. E só. Tomara que o Luis Alberto esteja vendo isso.

    ResponderExcluir
  4. Rogerio, de que vamos sair desta eu tambem não tenho duvida, afinal é uma união de verdadeiros genios e profundos conhecedores do futebol, só o Avai poderia cometer esse milagre.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.