domingo, 17 de julho de 2011

O leão do Leão (por Lédio Carmona)

"A bola vem alta, rifada da zaga, ele pula com o adversário e parte em disparada. Em tempos de terra arrasada, William manteve a esperança. Foi para área e se jogou quando o toque de Fabiano passou pelo zagueiro e pelo goleiro Márcio. Tocou nele e entrou. A primeira vitória do Avaí teve o primeiro gol do jogador que tem a confiança da torcida. O Avaí sofreu, deu para ver o empate do Atlético-GO em incontáveis estocadas. Mas não era o dia dos goianos. Era azurra.

Era avaiana porque não poderia ter dado mais certo, para não dizer que enfim a sorte sorriu. Primeiro quando Felipe foi derrubado dentro da área e o goleiro Márcio mandou o pênalti na trave, quando o rival já estava na frente do placar. William, o leão do Leão, solitário, corria de um lado ao outro. Sozinho, pressionava a saída de bola do Dragão. Mas, o herói é mortal. Cansou, saiu e o Atlético pressionou. O Avaí se inspirou em seu cavaleiro e, aos trancos e barrancos, se safou. O Dragão negou fogo, até quando teve um jogador a mais. O ápice dos gols perdidos ocorreu aos 37 do segundo tempo. Anselmo praticamente mandou pra fora um arremate e o empate.

O torcedor do Atlético-GO não se espanta. Dos cinco jogos em casa, a quarta derrota por 1 a 0. O avaiano solta um “ufa” e espera dias melhores." (João Lucas Cardoso)

Fonte:http://sportv.globo.com/platb/lediocarmona/2011/07/16/o-leao-do-leao/

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.