segunda-feira, 11 de julho de 2011

Orfandade

Não deixa de ser estranho, que os "erros" de arbitragem em jogos do Avaí venham resultando sempre em prejuízo para este Clube catarinense. Não é à toa, que cerrtos famigerados barbyes venham aos blogs tentando ridicularizar-nos por nossas queixas, porque eles não têm do que se queixar, estão de bem com os árbitros, ficam com os bônus dos "erros" de arbitragens, como ontem se viu, uma vez mais, salvo um adoentado da mesa bicuda, cuja paixão o fez contestar a incontestabilidade das imagens gravadas.



Como se explica essa situação? Ora, o Avaí, não é de hoje, é órfão de federação, não dispõe da cobertura e proteção de seus interesses, que devia ter como membro votante. O Avaí, não tem quem o represente com a devida eficácia junto ao contestado dono da CBF, porque existe uma preferência do dono da FCF em favor de outro clube, do qual não perde jogo, e confraterniza em vestiário com árbitros, como divulgado, e assim temos de conviver com o paradoxo da federação de um clube só.

Ninguém advoga favor de arbitragem, o que se quer é honestidade, é jogo limpo, é proteção contra os seguidos "erros.". - Roberto Costa (O nosso).

9 comentários:

  1. Só faltou falar que o Delfim é amiguinho da diretoria avaiana e recentemente tirou até foto com o Zunino.

    Só não vê quem não quer..

    Gabriel

    ResponderExcluir
  2. Estamos ficando órfão de lateral esquerdo também.

    Eu heim...

    ResponderExcluir
  3. Caros, por essas e outras que sou contra qualquer situação onde o deufim esteja presente e o Avaí faça alguma homenagem, vide evento realizado na última semana onde a cidade de Itajaí foi lembrada pelo clube, e o nojento da FCF se fez presente.
    Esse cara não merece nem andar no elevador do clube.

    Nós que de alguma maneira ajudamos, sendo sócios, torcedores, blogueiros,....na grande parte somos esquecidos, então qual o motivo desse safado aparecer por lá?

    O clube já fez muito o papel de cachorro abandonado e correu atrás dele, então está mais do que na hora de dar um basta.

    Abs

    ResponderExcluir
  4. Sem contar o sobrinho do Ricardo Teixeira que trabalha no Barbie. Isso deve pesar na hora de soprar a latinha...
    Carlos

    ResponderExcluir
  5. eSPERO QUE A TV RECORD CONSIGA MOBILIZAR O PAIZ CONTRA ESSE RICARDO TEIXEIRA, E MELHORE O FUTEBOL BRASILEIRO, ,JOGO LIMPO BRASIL, O TIME ALI DOLADO TA CENDO FAVORECIDO NAS ARBITRAGEM ,E NOIS PREJUDICADOS ,ELES TEM UM PARENTE DO RICARDO TEXEIRA TRABALHANDO ,ENTAO FICA FACIL...

    ResponderExcluir
  6. Enquanto isso, na Ressacada o silencio é total.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Rogério.

    No mínimo estranha esta declaração de insatisfação do Julinho, depois alegam que o time está fechado e que não há problemas a serem resolvidos.

    Lastimável a situação, antevendo o mês de dezembro, questiono quem continuará indo aos jogos se estivermos na Série B?

    R: Sempre os mesmos 3000 torcedores, enquanto dirigentes, técnicos e jogadores são os primeiros a abandonar o barco.

    Carlos Augusto

    ResponderExcluir
  8. Julinho = MAU CARÁTER!!

    Eu sabia que lateral de merd. tava fingindo que estava machucado para ficar se valorizando , aliás, quem era esse tal de Julinho antes do Avai: NINGUÉM, UM DESCONHECIDO QUE GRAÇAS AO AVAI AGORA TEM NOME. E o que ele faz: BOTA NO C. DO AVAI, DÁ UM MIGUÉ QUE TÁ MACHUCADO E FICA SE FAZENDO EM CIMA DO AVAI. Se não quer jogar no Avai: MANDA EMBORA e fala pro ZUNINO deixar de ser bonzinho com esses mercenários. Na hora de liberar jogador, qualquer proposta leva, mas quando é para trazer alguém de volta ele não consegue, vide a novela Marcos Paulo (que aliás não é nenhum craque). É isso ai com o fraco do Zuninoe o seu filhinho morro abaixo..

    ResponderExcluir
  9. GABRIEL, o problema é que o esquema é tão FDP, que as aparências precisam ser mantidas. Se um clube só, cisma de rachar, de peitar a cambada, aí mesmo é que ele sucumbe. Como disseram acima, talvez a TV Record consiga abalar um pouco essa estrutura imoral. Mas de qualquer maneira, sou cético, acho que a Record briga por si, duvido que seja pela moralização. - Roberto Costa

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.