domingo, 28 de agosto de 2011

Em jogo a mil por hora, Avaí vira (por Juca Kfouri)

"Por RAFAEL BELATTINI

No Orlando Scarpelli o primeiro tempo foi de tirar o fôlego.

Figueirense e Avaí começaram o clássico catarinense em um ritmo alucinante.

Primeiro Wellington Nem perdeu um gol debaixo da trave. Depois o Avaí respondeu e Wilson conseguiu um desvio providencial para mandar o chute de Acleisson na trave.


Aos 18 minutos, em cobrança de escanteio, Ygor cabeceou na trave. O goleiro Felipe tentou segurar e acabou entrando com bola e tudo. 1 a 0 Figueirense.

O jogo era lá e cá, mas aos 25 o time da casa teve a chance de ampliar com Júlio César. Ele sofreu pênalti de Pedro Ken, mas cobrou para fora.

O Avaí cresceu depois do lance e Wilson garantia o placar com duas grandes defesas.

Só que aos 38 o goleiro nada pôde fazer quando o estreante Lincoln acertou um cabeceio no contrapé e empatou o jogo.

E, sem diminuir o ritmo, o Figueirense voltou a ficar na frente com Júlio César chutando no goleiro, na trave e, enfim, no gol. 2 a 1.

O Figueirense teve a primeira chance da segunda etapa. Não ampliou e viu o Avaí empatar com William escorando cruzamento de Arlan aos 15. 2 a 2.

O ritmo, evidentemente, não era o mesmo da primeira etapa, mas a queda na velocidade do jogo era pequena.

Os donos da casa pressionavam. Pittoni e Somália tiveram a chance de colocar o Figueira de novo na frente, mas o primeiro teve seu chute de bate-pronto salvo por Gustavo Bastos e o segundo chegou atrasado no cruzamento quando o gol já estava vazio.

O Avaí se segurava como podia. Afinal, mesmo na zona do rebaixamento, empatar com o rival, fora de casa e depois de estar atrás no placar em duas oportunidades não era de se jogar fora.

E quase que perde o ponto que ia conquistando num lance em que todo mundo do Figueirense tentou e o zagueiro Edson Silva acertou no travessão.

Então, se a sorte parecia estar do seu lado, porque não tentar levar os três pontos? Aos 41, cobrança de falta pela direita e Willian subiu mais que todo mundo para virar o placar. Avaí 3 a 2.

E assim, ficando apenas quatro minutos mais os acréscimos na frente, o Avaí chega aos 17 pontos e termina o primeiro turno na 18ª posição. O Figueirense, com 26, é o nono."

Fonte: http://blogdojuca.uol.com.br/2011/08/em-jogo-a-mil-por-hora-avai-vira/

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.