segunda-feira, 1 de agosto de 2011

FIZEMOS A "COSA", E AGORA?

Conseguimos uma inesperada e grande alegria, num domingo de frio e chuva, condições que, somadas a uma derrota, fatalmente nos conduziriam à depressão profunda. Surpreendentemente o Avaí mostrou-se Avaí, fez a "cosa" que dele se esperava. Valeu a alegria, valeu o desabafo, valeu a deliciosa descontração do fim de semana.

Mas agora é segunda-feira, e a reflexão se impõe. Consolidamos alguma coisa em termos de equipe, ou foi uma vitória exclusiva da raça, ou da reação a uma provocação do adversário (íamos pagar o pato)?

Conseguiu o inventor Gallo, finalmente, uma espinha dorsal que mantenha o bom desempenho do grupo daqui para frente? A interrogação permanece. A insistência em jogar com um atacante isolado, algumas trapalhadas, alguma cegueira diante do óbvio, perpetradas por nosso treinador, deixam-nos com um pé atrás. Talvez o problema esteja mesmo na estratégia utilizada dentro de campo e não no grupo. Não podemos ser um time covarde, isso não bate com a nossa tradição.

A situação na tabela nos impõe jogar sempre ofensivamente, com dois atacantes, no mínimo. Esperemos que o Gallo tenha se conscientizado disso, pelo menos. - Roberto Costa. (O nosso)

Um comentário:

  1. Agora tem que cumprir o prometido e rever o valor dos ingressos. Ou vão esperar a 29ª rodada contra o Atletico Goianiense pra fazer uma "promoção" timemania?

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.