domingo, 11 de setembro de 2011

O esquema de jogo

Vamos falar um pouco de futebol. O Avai entrou com o tão sonhado “esquema ofensivo”: 3 atacantes. Ledo engano. Estávamos assistindo nas últimas 4 partidas um crescimento considerável, com a regularidade de Pedro Ken, agora lapidada pela presença de Lincoln, com o surpreendente Robinho, chegando ao ataque com Willian.
O Rafa Coelho parecia ter adquirido uma outra função, no melhor estilo “Roberto”, o cara que entra no segundo tempo, com força e mata o jogo. No afã de matar o jogo e ir prá cima, o Leão entrou contra o América-MG com os três atacantes e mostrou  na prática que não funciona, porque no outro lado sempre tem um “Givanildo”, com aquela prancheta de Eucatex que facilmente abre os espaços pelo lado do campo.

O time agora tá na ponta da língua e não é demérito nenhum Rafael Coelho atuar como “coringa” (e até como titular quando Willian não estiver). Forma-se assim um grupo coeso em que os “reservas” nada mais são do que engrenagens fundamentais para a força total do motor. Que o digam Cléverson, Estrada e Batista!

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.