sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O Caso Lincoln-Diogo Orlando - parte II

O fato é que o Avai não teve competência para tratar do assunto nos primeiros momentos e permitiu que a imprensa fizesse um carnaval. O que era para ser relatado como desentendimento, foi divulgado como “troca de socos”.

O repórter Jean Balbinot do DC apressou-se em fazer uma matéria sensacionalista e conseguiu o que queria: pau no Avaí, esquecimento da goleada do FLU sobre o FIG.

Em seguida a mesa bicuda embarcou, abafou a goleada e .....pau no Avai. Segundo informações do amigo Roberto Costa (O Nosso) um deles pedia que o Avai demitisse os dois!!!!

O outro dizia que o Avai deveria jogar o clássico com o time reserva. Interessante não, Alves? A quem serviria esse “empenho” da imprensa em demitir dois bons atletas do Avai às vésperas do clássico? A quem serviria o empenho do outro jornalista em pedir “um time de reservas” no clássico?

O Avai não poderia cair na armadilha montada pela imprensa para enfraquecê-lo no clássico....Ufa! Não caiu. Diogo Orlando e Lincoln foram reintegrados e vão jogar sim, pela honra de suas carreiras de atleta, pela honra do Avai.

Um comentário:

  1. Todo mundo que joga pelada ou já jogou pelo menos no futebol Amador sabe que esse tipo de discuissão é normal, sempre tem um que não corre como deveria, que anda em campo e o Lincoln é um desses jogadores que esta apenas andando em campo.
    Esperar mais o que da imprensa da capital?
    qurerem que o Avaí coloque um time reserva no clássico é normal, mas o Avaí vai ganhar esse jogo.
    Aliás amanhã eles já estarão fora dessa historinha de conto de fasdas da Libertadores

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.