domingo, 11 de março de 2012

Alisson Francisco 2x0 Zunino


Não é segredo para ninguém que a relação de Alisson Francisco com o Presidente Zunino do Avaí não é das mais corteses.

Desde a época da Rádio Guarujá que o setorista, hoje na RBS, troca farpas, em forma de reportagens, com o Presidente. O que tem de ruim dentro da Ressacada chega ao grande público nas suas matérias sobre o Avaí, para desespero de Zunino.

A gota d'água foi no ano passado, quando em um determinado momento o nome de Gabriel Zunino entrou em pauta. Deu um grande rolo, daí a coisa fedeu "até não poder mais" como diz o manezinho.

No jogo entre Criciúma e Avaí eu senti bem como andam os ânimos. Durante a transmissão da partida, no intervalo do primeiro para o segundo tempo e no fim do jogo Alisson fez duas entrevistas rápidas, uma com Capixaba, onde perguntou mais ou menos assim "e aí Capixaba e a discussão com o Mauro Ovelha?" e no fim do jogo com Gilmar. Antes, durante o jogo o mesmo Alisson já havia comentado sobre o chute na placa do jogador Gilmar, quando este percebeu que não jogaria. Para o jogador Gilmar ele perguntara "e o chute na placa, ficou chateado em não jogar?" ou coisa parecida...

Ou seja, perguntas sobre o jogo em si NECA. Só duas para jogar lenha na fogueira. Se ele está certo ou errado eu não sei, afinal ele relatou duas coisas que de fato aconteceram. Mas que existe um pré-disposição para jogar m* nos ventiladores da Ressacada, ah, isso existe.

E como sabemos, a turma que comanda lá dentro, atualmente, adora ir na onda da imprensa. Mais uma vez quero deixar claro aqui: não se culpa a imprensa, eles estão fazendo o papel dela. E como já me disse o Prof. Paulo Brito "o que vende jornal é tragédia".

Para terminar, não sei se essa briga, Alisson Francisco x Zunino, chega ao último round, acho que vai dar nocaute... mas se a decisão for por pontos, por enquanto o Alisson tá com a vantagem.

Um comentário:

  1. o Alisson é ou era um bom reporter. não o acompanho mais pois o mesmo trocou de emissora,mas quando estava na guarujá fazia um exelente trabalho.
    abçs
    Cledison

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.