terça-feira, 8 de maio de 2012

Por que o Infoesporte não é imparcial?

Não entendo determinadas reportagens do INFOESPORTE. Sei que os donos são torcedores Barbies, todo mundo sabe disso.

No entanto esta questão do tal "tabu" existente na Ressacada, em clássicos, é tratada de maneira nebulosa pelo bom site esportivo.

Estão excluindo para efeitos estatísticos partidas da Copa Santa Catarina. Ora, esquecem eles, a título de exemplificação, que em 1998, com o Avaí disputando o quadrangular final da Série C, utilizou um time composto na maioria por garotos da base para jogar uma clássico pela Copa Santa Catarina.

Naquela partida, em plena Ressacada perdemos por 4x0, com direito a três gols de Genilson. O time do estreito que só disputava aquele campeonato jogou completo, o Avaí como citei acima, com juvenis, alguns nunca chegaram aos profissionais.

Esta partida está contabilizada em TODAS AS ESTATÍSTICAS dos clássicos. Não conheço nenhum historiador que a exclua ou coloque um asterisco ao lado da ficha técnica para explicar o fato.

Agora desdenham destes jogos para fabricar estatísticas boas para o time do estreito, coincidentemente o time do coração deles.

Não quero aqui entrar em uma briga com o proprietários do site, sou leitor diário inclusive, no entanto acho desonesto da parte deles fazer este tipo de coisa só por média com a torcida alvirosada.

Quero lembrar-lhe que eu particularmente tenho muito orgulho de nosso título da Copa Santa Catarina de 1995, vencida basicamente com jogadores juvenis, e um ou outro profissional, quando vencemos o JEC em pleno Ernestão, sem mesmo ter um Presidente naquele dia já que Nilton Dionísio havia renunciado.

Este fato faz parte de nossa história, um título vencido na raça e na vergonha na cara dos jogadores. Mina, Claudiomir, Jacaré, Alex, e outros garotos entraram para nossa história e honraram a nossa camisa.

Por outro lado lembro também do título da Copa Santa Catarina vencida pelo Araranguá dentro do Remendão, eu estava lá inclusive, mas isso é outra história...

6 comentários:

  1. É muito fácil argumentar contra isso, pois eles mesmo se contradizem quando afirmam que "foi disputado o clássico 399, que o Avaí não ganha na Ressacada desde 2006".
    Ora pois, se este era o 399, estão aí incluídos todos os da Copa SC, tanto os de 1998, quanto os de 2009, simples assim.

    ResponderExcluir
  2. um dos donos do site eh m eu amigo particular, reclamo com ele direto da imparcialidade pro lado estreitense, mas o cara é de brasilia e torce pro fluminense...

    ResponderExcluir
  3. A matéria, ao meu ver, até porque fui eu que escrevi, é clara ao citar a estatística de duelo entre times principais. E nós cumprimos nossa obrigação jornalística ao citar, e não omitir como alguns veículos de comunicação fazem, a exceção à Copa SC. Inclusive colocamos quem fez os gols.
    A questão do tabu de seis anos COM TIMES PRINCIPAIS em Clássicos existiu e foi derrubada neste domingo. Acredito, com toda a humildade do mundo, que ao definir as premissas da estatística sem omitir a Copa SC nós cumprimos o nosso dever de informar.
    Não há em momento algum a intenção de fazer média com qualquer lado que seja. E tenho plena convicção de que o autor deste blog sabe disso. O INfoesporte é um Portal independente e sem acordos editoriais com qualquer que seja.
    Agradeço pelo espaço e me coloco à disposição para dialogar.

    Filipe Calmon

    ResponderExcluir
  4. Respondendo ao título, buscamos ser imparciais em todos os momentos e acredito que alcançamos isso. Sobre a matéria em questão, por ter esta polêmica eterna, nós não omitimos a Copa SC, a citamos no texto. Está lá explicadinho qual foi o jogo, qual foi o placar, quem fez os gols e o porque de nós não a incluirmos naquele tabu. Onde está a parcialidade? Fico à disposição para dialogarmos.

    ResponderExcluir
  5. Assistisse hoje TVBV Esporte, o comentário do Sérgio Murilo? Parcialidade ali é o que há! Deu até raiva =#

    ResponderExcluir
  6. Filipe francamente, a tua argumentação vai no mesmo estilo dos que insistem em "brigar com a imagem" de 99 (famigerado gol legal mal anulado). Se nos 399 estão os da Copa Santa Catarina, que por sinal, por vários anos foi a segunda maior competição que os dois times da capital disputavam, não há o porque de fazer essa separação. Salvo engano, num desses últimos clássicos da Copa SC, o Roberto jogou no ataque do Avaí e o Rafael (voltando de lesão) foi zagueiro (dá pra dizer que era outro Avaí). Nesses 399 também estão aqueles clássicos "Caça Níquel" que eram disputados nos finais de temporada para pagar as contas (valia até taça,kkk). Nem preciso explicar mais né? Garanto que se vocês encabeçarem essa correção necessária das estatísticas, ganharão até mais destaque e credibilidade entre as duas torcidas.

    Abraço e também sou leitor diário do ótimo site de vocês...

    ResponderExcluir

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.