domingo, 13 de maio de 2012

A seriedade do Clã Bezerra

Até hoje nós avaianos, mas menos a partir de hoje, nos lembramos do lance de gol anulado na final de 1999.
O bandeira na época era Paulo Henrique Bezerra. Ele aliás era árbitro na época, e foi colocado na fogueira como bandeira.

"Seu" Tullo nunca o perdoou, chamava-o de "ladrão de títulos" sempre que Bezerra arbitrava um jogo na Ressacada.

O fato é que tanto José Carlos Bezerra, quanto seu filho Paulo Henrique Bezerra jamais tiveram seus nomes envolvidos em suspeitas de favorecimento explícito a qualquer time, nem mesmo ao time que eles torcem, o alvirosado do estreito.

Justiça seja feita, e como forma de homenagear José Carlos Bezerra, que segundo "Seu" Tullo foi o melhor árbitro que ele viu arbitrar em Santa Catarina em todos os tempos, o Elite quer parabenizar Paulo Henrique pelas duas partidas finais.

Claro que como torcedor não vou dar nota 10 NUNCA para um árbitro, faço meu papel de torcedor fanático, cego, em que o árbitro é inimigo "mortal".

Parabéns ao "Clã" Bezerra que marca o nome na história como pessoas sérias a serviço do futebol.


Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos. Sugere-se a utilização das demais formas de identificação disponível.